quinta-feira, maio 30, 2024

5 Dicas para você começar 2022 com o pé direito. Confira!

Share

Organização Financeira

Dicas para começar com o pé direito

Começar o ano com o pé direito é o que todo mundo deseja. Inclusive, esse é um dos rituais que muitas pessoas fazem: subir em uma cadeira e descer dela com o pé direito quando o relógio marca 00h do dia 01.

Entretanto, assim que o ano realmente começa tudo parece retornar ao que era antes. As contas para pagar, os impostos de começo de ano, as dívidas que se avolumam. Sair de uma bola de dívidas nem sempre é fácil.

Afinal, isso exige uma certa dose de organização da nossa parte. E para ajudar você a começar 2022 com o pé direito e com organização financeira, separamos 5 dicas para você colocar em prática assim que o ano começar. Confira!

CARTÃO MÉLIUZ
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO MÉLIUZ

CASHBACK
 
SEM ANUIDADE
Cartão de crédito que te devolve até 1,8% do dinheiro gasto na fatura
Você permanecerá no site atual

1 – Comece marcando todas as suas contas

O primeiro passo que você precisa dar é marcar todas as contas que possui. Sendo assim, pegue um aplicativo ou uma planilha em Excel e liste tudo o que você precisa pagar durante o mês de janeiro.

O ideal é classificar as contas entre necessário e supérfluo. Assim, fica fácil de saber onde é possível realizar cortes. Além disso, você já passa a vislumbrar se terá que fazer algum planejamento para conseguir honrar os seus compromissos.

2 – Faça um planejamento para pagar suas dívidas

Se ao organizar o seu orçamento você notar que parte dele vai só para pagar dívidas de curto prazo como juros do rotativo do cartão e juros do cheque especial, é preciso fazer um planejamento para renegociar essas dívidas.

Sendo assim, procure ajustar suas contas deixando um espaço para o pagamento das delas. Então, se possível tome um empréstimo pessoal de prazo mais alongado para pagar essas dívidas.

Assim, fica mais fácil planejar, pois você saberá exatamente qual é o valor da parcela que precisa pagar. Uma vez feito isso, você precisa ter a disciplina necessária para conseguir não fugir do que foi traçado.


Leia também:


3 – Procure começar a sua reserva de emergência

Se você não tiver dívidas de curto prazo, assim que organizar o seu orçamento, deixe um espaço para construir sua reserva de emergência. Essa é uma maneira de manter a sua organização financeira.

O valor destinado à reserva de emergência precisa ser igual ao valor de seis meses do seu custo de vida. Portanto, tente reservar ao menos 20% do seu salário para começar a construção da reserva de emergência.

Até porque, se houver algum imprevisto durante o mês, você ainda tem esse espaço para usar, uma vez que a reserva de emergência serve justamente para ser usada em situações de imprevisto.

4 – Comece a controlar as compras por impulso

Um dos maiores vilões do nosso orçamento são as compras por impulso. Por isso, aproveite essa virada de ano para tentar conter a euforia, e conseguir evitar as compras sem necessidade. Isso vai fazer uma grande diferença no seu orçamento.

Sendo assim, antes de comprar sempre se pergunte: isso vai me fazer falta? Se eu comprar esse item, amanhã irei me arrepender? Dependendo de como for a sua resposta, simplesmente não compre.

5 – Dê preferência para as compras à vista

Por fim, você precisa aproveitar o novo ano para deixar de fazer compras parceladas. Claro que muitas vezes elas nos ajudam na realização de sonhos. No entanto, se você se compromete com muitas parcelas poderá se atrapalhar.

Afinal, você pode perder renda e se ver de uma hora para outra endividado. Por isso, o ideal é guardar o valor das parcelas e optar por fazer a compra do que você deseja pagando à vista no dinheiro.

Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais e nos ajude a disseminar o conhecimento.

José Carlos Sanchez Júnior
José Carlos Sanchez Júnior
José Carlos é escritor e redator com formação acadêmica em Administração de Empresas e MBA em Gestão Financeira Controladoria e Auditoria formado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Read more

Local News