7 de Setembro: Recuperação ainda distante do país!

Neste dia 07 de setembro de 2021, ainda faltam motivos para o Brasil comemorar a sua verdadeira liberdade, visto que os problemas enfrentados ainda são grandes como o alto desemprego que assola o país.

Publicidade
Publicidade

Independência do Brasil

desemprego brasil

Há 199 anos atrás, no dia 07 de setembro de 1822, Dom Pedro deu o famoso grito do Ipiranga, tornando nossa nação independente de Portugal. Passamos por muitos regimes, de Monarquia a Ditadura, chegando enfim à democracia.

Avançamos como Estado-Nação embora muito ainda precise ser melhorado. Nosso país possui uma grande desigualdade social e muitas famílias ainda vivem em situações precárias quando o assunto é saneamento básico.

Diante desse quadro, não é de espantar que a Pandemia de Covid-19 trouxesse inúmeros outros problemas, como o aumento do desemprego no país. Embora a taxa tenha melhorado no 2º trimestre deste ano, ela ainda atinge 14,4 milhões de brasileiros.

CARTÃO BTG+
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO BTG+

RECOMPENSAS
 
SEM ANUIDADE
Um cartão de crédito sem anuidade e cheio de benefícios!
Você permanecerá no site atual

O desemprego no Brasil

O Brasil passou por um grande recesso entre 2015 e 2016, que se tornou uma depressão econômica entre 2017 e 2019. Quando o país finalmente dava sinais de que poderia começar a crescer, chegou a pandemia de Covid-19.

Publicidade

Dessa forma, o desemprego que já vinha alto atingiu patamares alarmantes, chegando a bater 14,7% no 1º trimestre de 2021. Embora tenha melhorado e recuado para 14,1% no segundo trimestre deste ano, o índice ainda é bastante alto.

Publicidade

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que apresentou o resultado do desemprego no último dia 31 de agosto, houve uma redução de 0,6 ponto percentual em relação ao primeiro trimestre deste ano.

Isso mostra que a economia brasileira está esboçando uma leve recuperação, uma vez que o resultado veio melhor do que o esperado, pois o intervalo das estimativas captadas pelo Valor Data para a taxa de desemprego do 2º trimestre ia de 14,1% a 14,6% com mediana em 14,5%.


Veja também:


Ocupação ainda é muito pequena no Brasil

Com essa leve melhoria no desemprego, o nível de ocupação subiu 1,2 ponto percentual, para 49,6%, mas isso ainda indica que menos da metade da população em idade para trabalhar está ocupada no país.

Para se ter uma ideia, no trimestre que terminou em dezembro de 2019, eram 94,5 milhões de pessoas ocupadas no Brasil. Ou seja, 6,7 milhões a mais que o contingente atual. Mesmo que o número de desempregados tenha caído no segundo trimestre deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado, ele aumentou em 1,6 milhão de pessoas.

Esse valor representa um crescimento de 12,9% em apenas um ano. Além disso, a pesquisa também mostrou que 71% das novas ocupações foram de trabalhadores por conta própria que bateu recorde no país, atingindo 24,8 milhões de pessoas.

Um outro dado interessante é que o rendimento médio dos trabalhadores foi de R$ 2.515, o que representa uma queda de 6,6% na comparação anual. O número de trabalhadores que trabalham menos horas do que poderiam trabalhar também atingiu recorde de 7,5 milhões, o que representa um aumento de 34,4% na comparação anual.

Taxa de informalidade também cresceu no Brasil

Por conta do desemprego alto, a taxa de informalidade também cresceu no Brasil e foi de 40,6% da população ocupada, contra 36,9% há 1 ano. Isso mostra que os trabalhadores estão precisando encontrar meios para garantir o sustento.

Além disso, a taxa de desemprego foi maior entre as mulheres, sendo que ela foi de 11,7% para homens e 17,1% para mulheres. Outro dado interessante é que o desemprego para brancos ficou abaixo da média em 11,7% ao passo que para pretos ficou em 16,6% e pardos em 16,1%, ambos acima da média.

O desemprego também é maior entre os trabalhadores com menos escolaridade, pois para quem tem o ensino médio incompleto, a taxa foi de 23% ao passo que para profissionais com ensino superior completo ela foi de apenas 7,5%.

Portanto, embora tenha dado uma leve melhorada, nesse dia 07 de setembro nosso país ainda tem pouco para comemorar, pois muitos são os desafios que precisamos enfrentar para transformar o Brasil em um país mais igual e mais justo para todos.

Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais e nos ajude a disseminar o conhecimento.