Nubank e PicPay se posicionam após dinheiro sumir da conta dos clientes

Susto para clientes do Nubank e PicPay: diversos usuários do relataram um sumiço do auxílio emergencial da conta. Veja o posicionamento das empresas sobre o ocorrido.

Nubank e PicPay se posicionam após ocorrido

Nubank e PicPay

Durante esta semana um fato inusitado aconteceu: diversos usuários do Nubank e PicPay relataram um sumiço do auxílio emergencial da conta.

De acordo com os usuários, o dinheiro havia saído do Caixa Tem, mas ao entrar nas carteiras digitais, simplesmente desapareceu.

O aplicativo da Caixa Federal, vem apresentando sérios problemas de instabilidade em suas operações desde a semana passada. Há bastante reclamação de usuários que não estão conseguindo sequer pagar as suas contas.

Alguns dizem que também não conseguiram acessar o dinheiro no dia de recebimento, e se não bastasse após muito sacrifício para passar o dinheiro para as carteiras digitais, ele simplesmente desapareceu.

Entendendo como funciona o Nubank e PicPay

O Nubank é um banco digital que foi criado no ano de 2013. Na ocasião, era oferecido para os clientes somente o cartão roxinho que não possui taxa de anuidade e pode ser controlado totalmente pelo aplicativo.

No ano de 2017, o banco lançou também a sua conta digital, e de lá para cá já acumulou 25 milhões de correntistas. Afinal, os clientes além de não pagarem mensalidade da conta ainda podem fazer transferências gratuitas e ilimitadas para qualquer banco.

Já o PicPay é um aplicativo de pagamento e recebimento. Ele é um pouco diferente do Nubank por não possuir um número de conta e também não ter um número de agência. Mas, as funções são basicamente as mesmas.

Ou seja, os clientes podem recarregar o celular, fazer pagamentos, recebimentos e também abastecer a conta por transferência bancária ou por pagamento de boleto bancário.


Veja também:


Problemas com o Auxílio emergencial

Além das facilidades que citamos acima, tanto Nubank quanto PicPay, estavam possibilitando aos seus clientes a transferência do auxílio emergencial antes do prazo estipulado pela Caixa para saque.

No entanto, diversos usuários começaram a se queixar de que o dinheiro havia sumido da conta. Ou seja, havia saído do aplicativo Caixa Tem e ao entrar nos aplicativos do Nubank ou PicPay, simplesmente havia desaparecido.

Em nota divulgada nas redes sociais, o Nubank disse que foi informado pela Caixa que alguns boletos tinham sido creditados com quantias a mais e que a empresa precisava fazer a devolução dos valores.

Contudo, ainda de acordo com o Nubank, ao acatar a recomendação da Caixa e corrigir os valores, diversos clientes disseram ser inconsistente as informações fornecidas pelo banco estatal.

Para evitar uma mancha em sua história, o Nubank devolveu imediatamente todos os valores para seus clientes, e aguarda então um posicionamento da Caixa sobre o assunto.

Posicionamento do PicPay

O PicPay, por outro lado, disse que o problema que está sendo relatado pelos usuários é devido à instabilidade dos sistemas da Caixa Econômica Federal.

De acordo com a empresa, quando o problema acontece, o valor debitado do Caixa Tem é estornado pela Caixa. Portanto, se o erro ocorrer durante o pagamento, é preciso que o beneficiário tente fazer a operação novamente.

O PicPay também disse em nota que desde quando começou a ser pago o auxílio emergencial, mais de 2,9 milhões de pessoas concluíram a transferência do Caixa Tem para o aplicativo com sucesso.

A Caixa também se pronunciou sobre o assunto, e disse em coletiva de imprensa, na última quinta-feira (09) que quando ocorre um problema na compensação do pagamento, o valor retorna para a conta do cliente.

Portanto, apesar do transtorno, ao que tudo parece é que o problema está sendo solucionado por todas as instituições.

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe esta notícia com seus amigos nas redes sociais.