Banco Inter se prepara para lançar operadora de celular Intercel



Anúncios



Publicidade

O Banco Inter está preparando uma novidade que promete revolucionar o setor de telefonia no país: ele irá lançar a sua própria operadora de celular.

Intercel. Esse será o nome da operadora que será uma nova MVNO (operadora móvel virtual). Ela já estará disponível a partir do dia 20 de maio deste ano.

A contratação poderá ser feita pelo próprio aplicativo e será baseada na Surf Telecom que usa a rede da TIM.

Esse é mais um passo que o banco está dando para ampliar a sua carteira de clientes e também a gama de produtos oferecidos para seus correntistas.



Publicidade

A meta inicial é atingir 1 milhão de clientes

De acordo com a Neofeed que entrevistou o presidente da fintech, João Vitor Menin, o objetivo inicial é conquistar os clientes que já usam o aplicativo do banco para fazer recargas de celular.



Anúncios

Segundo o próprio presidente do Banco Inter, hoje cerca de 400 mil correntistas fazem a recarga das operadoras tradicionais diretamente no Banco.

Portanto, ele enxerga um grande potencial para chegar a marca de 1 milhão de clientes como uma distribuidora de planos. Apesar da ousadia da meta, ela não será tão simples como parece, e exigirá bastante esforço.

Isso porque, no Brasil já existem algumas operadoras virtuais. Como: Correios Celular, Maga+, Americanet e Gospelcel, sendo que até o momento nenhuma delas conseguiu atingir a marca pretendida pelo Inter.

De acordo com dados da própria Anatel de março de 2020, todas as MVNOs juntas não chegam a 0,7% da participação total do mercado.

Em números absolutos, isso corresponde a 1,4 milhão de linhas, sendo que boa parte disso são dispositivo de Internet das Coisas, como rastreadores de celular e máquinas de cartão.


Veja também:


Banco Inter irá oferecer planos mais baratos

Diante dos obstáculos que estão por vir, para conseguir emplacar a Intercel, a fintech promete oferecer planos que chegarão a ser de 15% a 20% mais baratos que o das grandes operadoras do país.

Além disso, o banco também pretende fazer vendas de aparelhos vinculados a planos de serviços usando a infraestrutura de parceiros que já existem no marketplace do Banco Inter.

Não foi divulgado ainda como será a operação da Intercel, sendo que a grande maioria das MVNOs do país oferece apenas planos pré-pagos.

Portanto, há uma grande expectativa sobre o lançamento dessa operadora, que pelas pretensões do banco, irá sacudir o mercado de telefonia móvel do país.

Se há bem pouco tempo os bancos digitais mudaram a forma de relacionamento entre clientes e instituições bancárias, agora chegou a vez da Intercel começar uma nova Era na telefonia móvel, tão centralizada no Brasil.

E você, o que acha disso? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe essa notícia com seus amigos nas redes sociais.