Cadastro Positivo – SPC Brasil vai liberar consulta à partir de hoje (15/01)

O cadastro positivo promete revolucionar o setor de crédito no Brasil. Afinal, será mais fácil apurar o histórico e o score de um determinado cliente.

Embora não seja novo, com as mudanças nas regras no ano passado o cadastro positivo espera gerar um maior empoderamento para as classes mais baixas da população. E a partir de hoje (15), o SPC Brasil disponibilizará o acesso ao banco de dados.

Sendo assim, tanto comerciantes quanto instituições financeiras poderão consultar o sistema Cadastro Positivo sem custo algum. Com isso, a análise de risco será mais apurada, o que irá melhorar a oferta de crédito no país.

O SPC Brasil começa a liberação dos dados para consulta ao cadastro positivo

Como estamos em fase inicial, nesse primeiro momento o mercado poderá consultar somente quatro tipos de informações no cadastro positivo, sendo elas:

  1. Score de crédito do consumidor;
  2. Pontualidade no pagamento de contas;
  3. Comportamento de gastos;
  4. Consultas ao CPF por segmento de empresa.

Uma quinta informação também pode ser acessada com aval do consumidor: o histórico consolidado de compromissos financeiros. Isso quer dizer que será possível saber os valores e datas de pagamentos da fatura do cartão, crediário, financiamentos e empréstimos.

Tais informações irão dar um amparo maior para auxiliar o processo de análise de crédito. No entanto, o banco de dados não irá incluir informações sobre os bens que foram adquiridos bem como nome do estabelecimento em que foi contraído o crédito.

Leia também – Cartão Nubank traz nova função para facilitar a vida dos clientes

120 milhões de consumidores já fazem parte do cadastro

Desde novembro do ano passado, o cadastro positivo vem notificando por SMS, e-mail ou correios consumidores de todo país sobre a abertura automática. Sendo que ao receber a notificação, o consumidor pode acompanhar o seu score de crédito nos birôs do país.

Nessa primeira etapa, foram notificados os consumidores que possuem algum tipo de operação de crédito nos 5 maiores bancos do país, e em outras 100 instituições financeiras.

Todavia, caso alguém não queira fazer parte do cadastro positivo, basta mandar um comunicado para o SPC Brasil, ou algum dos outros birôs de crédito pedindo sua retirada. Sendo que caso queira voltar é possível regressar a qualquer momento.

Nos próximos meses, a população não bancarizada também terá a sua oportunidade de fazer parte do cadastro positivo. Dessa forma, serão enviadas informações pelas empresas do varejo, telefonia, concessionária de água e luz.

Os benefícios do cadastro para a população

Atualmente o mercado de crédito tem por base apenas os dados de inadimplência de um consumidor. Por meio do cadastro positivo, essa realidade sofrerá uma verdadeira mudança, pois trará mais amparo aos fornecedores de crédito.

Na Europa e nos Estados Unidos o cadastro positivo já vem sendo bem usado. E recentemente também ganhou força em nações emergentes como México e Coréia do Sul. Ele é uma verdadeira inovação no mercado de crédito.

Afinal, um bom pagador que até então pode ter um crédito negado por uma conta esquecida por exemplo, será melhor analisado. Isso além de tornar a análise mais justa, também colabora para aumentar o nível de previsibilidade dos ofertantes de crédito.

E você, o que acha do cadastro positivo? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe essa notícia nas redes sociais!