Já Fez Seu Cadastro Positivo? Segundo o SPC Brasil 400 mil consumidores estão fora!

Publicidade
Publicidade

Já ouviu falar do novo cadastro positivo? Não? Essa novidade entrou em vigor em 2013, e mesmo 6 anos depois, ainda é desconhecida por muitas pessoas. Pela estimativa do SPC, quase 400 mil pessoas decidiram ficar de fora do banco de dados.

Já fez seu cadastro positivo?

A partir de Julho deste ano a adesão ao cadastro passou a ser automática, sendo que deverá ser informado somente quando o cliente desejar ficar de fora.

Foram disponibilizados, dessa forma pelos birôs áreas específicas no website para se realizar o pedido. Assim sendo, o tema ganhou mais notoriedade nesses últimos meses, e se espalhou rapidamente pelas redes sociais.

Consolidação dos dados pelos Birôs

Na segunda-feira, dia 28 de Outubro, o volume de clientes que decidiu ficar de fora começou a ser consolidado e divulgado pelos birôs. Nesse sentido, houve a comunicação da decisão para o público em geral.

Publicidade

Essa é apenas a primeira etapa da implementação que acontecerá por completo no início de 2020. A partir de quinta-feira, dia 31 de Outubro, os bancos deverão enviar os dados básicos dos clientes que não rejeitaram participar do sistema.

Publicidade

Dessa maneira, quando um cliente simplesmente não se manifesta, ele passa automaticamente a ter os seus dados no cadastro positivo.

Tanto o governo quanto Boa Vista, SPC Brasil, Serasa Experian e Quod acreditam que em virtude do cadastro, haverá uma redução gradual na taxa de juros pagas por clientes com bom histórico de pagamento.

O cadastro positivo já é amplamente utilizado em outros países como os Estados Unidos e Argentina por exemplo. Sendo que esse cadastro ajudou a reduzir a taxa de juros nesses dois países.

Leia também – Cartão de Crédito Submarino Oferece Super Limite Aos Usuários: Entenda Como Funciona

Como fazer para não participar do Cadastro Positivo

Apesar de ser uma excelente opção para melhorar os critérios adotados pelas empresas de crédito, há sempre quem não deseje fazer parte do cadastro. E, como dissemos, para isso é preciso ser informado o desejo de não participar.

Dessa forma, os consumidores que não desejarem fazer parte do cadastro positivo precisam fazer a solicitação diretamente nos sites dos birôs de crédito. Isso garantirá que o seu nome não será exposto no cadastro.

No entanto é importante salientar que o cadastro é uma excelente opção para os clientes com bom histórico de pagamento. Pois, ele ajudará a reduzir o custo dos juros que são ofertados no mercado.

Conforme vimos, apesar de estar vigente há quase seis anos, foi somente a partir de Julho deste ano que o cadastro positivo começou a ganhar notoriedade. Isso acontece, porque foi a partir dessa data que a inserção no cadastro passou a ser automática.

Sendo assim, se antes era preciso informar que desejava participar do cadastro, agora é preciso informar que não deseja. Ou seja, quando não é informado nada, automaticamente os dados da pessoa são inseridos no cadastro.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre o cadastro positivo? Então deixe o seu comentário e compartilhe essa notícia!