Clonagem de cartão de crédito – como se prevenir

Você sabe como se proteger de ter cartão clonado? Compras indevidas no seu nome? Neste artigo descubra dicas para se prevenir de golpes com seus dados.

Publicidade
Publicidade

Clonagem de cartão de crédito

Clonagem de cartão de crédito - como se prevenir

Ter informações bancárias vazadas pode trazer muitos transtornos. Na clonagem de cartão de crédito, além dos dados pessoais nas mãos de criminosos, existe a possibilidade de serem feitas compras indevidas em seu nome. Descubra como se proteger a seguir.

A segurança dos dados do cartão de crédito acabam se tornando muito importantes para garantir a saúde financeira. Saber como se prevenir dos golpes que estão surgindo é crucial. Neste conteúdo, você vai ver algumas dicas para evitar que seus dados sejam utilizados indevidamente.

Existem várias estratégias criadas por criminosos para  roubar dados. A maior parte dos danos são gerados por engenharia social, ou seja, através de falsas promoções ou compra. Nestas situações, a pessoa é enganada e fornece informações, pensando se tratar de algo verdadeiro.

Ao clicar em um link e inserir seus dados, os criminosos estarão em posse das informações, e poderão usar como quiserem. Na verdade, apenas clicando em um link suspeito, você já pode ter instalado um vírus em seu celular.

Publicidade

Importante dizer que a principal forma de evitar problemas é ter cautela com promoções fantasiosas, sites falsos e links suspeitos. Portanto, se entrarem em contato com você mandando um link, procure responder diretamente, sem clicar.

Publicidade

Se a mensagem parecer maliciosa, faça contato com os canais oficiais da instituição financeira.

Recente golpe de clonagem de cartões envolvendo clientes do Itaú

No primeiro dia do mês de dezembro, a ESET, uma empresa de prevenção de ameaças, detectou uma campanha maliciosa. Os criminosos se passavam pelo banco Itaú para entrar em contato e roubar os dados.

A falsa campanha prometia o resgate de benefícios, com base no relacionamento com o banco. Só que desta vez o golpe pareceu bastante convincente, por isso, a ESET interferiu para alertar as pessoas, e evitar ataques maliciosos.


Veja também:


Preste atenção na estrutura e remetente da mensagem

Se você já é cliente há algum tempo da instituição financeira, está acostumado com as formas de entrar em contato. Se não reconhecer o número de telefone, ou notar diferença na estrutura da mensagem, não clique em link nem siga as instruções.

O número remetente das mensagens geralmente é de algum serviço de mensagens, composto por 4 ou 5 dígitos, e não números convencionais de celular. Também preste atenção na estruturação da mensagem:

– a mensagem aborda em um linguagem incomum para um banco, que geralmente é mais formal e objetivo;

– pode conter erros de português básico, como a falta de acento, erros de ortografia e até concordância verbal visivelmente errada;

– a instrução de acessar um link é sempre presente, nunca é dito para entrar em contato diretamente com a instituição financeira.

Como acontece o golpe

Se o objetivo do golpe é instalar um vírus no seu celular, infelizmente bastará clicar no link que o App malicioso se instalará. Já se o objetivo do golpe é roubar as suas informações bancárias, eles irão tentar te convencer a concedê-las. 

A tela que aparecerá pedirá informações como o número do cartão de crédito, data de validade, seu nome completo e código de segurança (CVV). Uma vez que você forneça estes dados, será possível realizar compras com o seu cartão.

Por isso, é importante que quando você for inserir seus dados de cartão de crédito, tenha a certeza que está no site oficial e em uma plataforma segura. Se tiver dúvidas, entre em contato pelos canais de atendimento já conhecidos.

Enfim, neste conteúdo você descobriu como se proteger de golpes envolvendo a clonagem de cartão de crédito. É bem importante ter informações assim, não é mesmo? Não esqueça de compartilhar nas redes sociais! 😉