Cofundadora do Nubank entra para a lista de bilionárias da revista Forbes

Após realizar um IPO bem-sucedido, a cofundadora do Nubank, Cristina Junqueira, entrou para a lista das bilionárias da revista Forbes com uma fortuna estimada em US$ 1,3 bilhão, equivalente a R$ 7,4 bilhões.

Nubank

cofundadora Nubank

O Nubank é o maior banco da América Latina. A posição foi alcançada logo após a instituição fazer o seu IPO na Bolsa de Valores de Nova York. E assim como o Nubank passou a valer mais, seus fundadores também se tornaram mais ricos.

Por conta disso, Cristina Junqueira, cofundadora do Nubank, passou a ser a segunda bilionária brasileira “self-made” no ranking. Isso quer dizer que a sua fortuna é fruto do seu próprio trabalho e não de heranças, por exemplo.

Vale destacar que a primeira brasileira a entrar nessa lista foi a empresária Luiza Trajano do Magazine Luiza. A fortuna de Cristina Junqueira está estimada em algo próximo de US$ 1,3 bilhão, cerca de R$ 7,4 bilhões.

CARTÃO NUBANK
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO NUBANK

CASHBACK
 
SEM ANUIDADE
Um cartão na medida para você!
Você permanecerá no site atual

O nascimento do maior banco da América Latina

Conforme antecipamos, após o IPO, o Nubank se tornou o maior banco da América Latina. A fintech foi fundada em maio de 2013, e por isso não possui nem 10 anos de vida. O seu primeiro cartão foi lançado somente em 2014.

No entanto, foi a partir de 2018 que o crescimento da instituição começou de fato. Afinal, foi nesse ano que o Nubank apresentou a sua conta digital, e foi em 2019 que a empresa iniciou a sua expansão global com operações no México.

Hoje o Nubank já tem uma base de 48 milhões de clientes e recebe aproximadamente cerca de 2 milhões de novos usuários por mês. Em outubro, a instituição registrou lucro pela primeira vez na sua história.

Vale destacar que os sucessivos prejuízos registrados pela fintech eram fruto de altos investimentos feitos para comportar uma base de usuários cada vez maior. O lucro registrado no primeiro semestre de 2021 foi de R$ 76 milhões.

É importante lembrar que antes da oferta inicial, o banco já tinha participado de várias rodadas de investimentos com participação de fundos e empresas importantes como a norte-americana Berkshire Hathaway do bilionário Warren Buffett.


Veja também:


Qual o segredo para tamanho sucesso?

Uma palavra pode resumir o sucesso do Nubank: inovação. Afinal, a instituição é conhecida por ser totalmente inovadora. Desde a sua fundação até os dias atuais, o Nubank não parou um minuto sequer de inovar.

Em 2021 foram diversas as novidades trazidas para os seus clientes. Só para ter uma ideia, hoje os clientes da instituição possuem tudo o que precisam dentro do aplicativo. Dá para fazer empréstimos e até mesmo investimentos.

Além disso, no ano passado o Nubank adquiriu a Easynvest e posteriormente mudou o nome da corretora para Nu Invest. Embora os aplicativos ainda sejam separados, em breve eles deverão se fundir em um só.

No ano passado também o Nubank fez uma parceria com a Creditas e passou a oferecer empréstimo com garantia de veículo e imóveis. Para quem precisa de dinheiro, essa é uma excelente alternativa.

Além disso, no final do ano foi lançado o Shopping Nubank. Ele é o marketplace da fintech que permite aos seus clientes realizarem compras em estabelecimentos parceiros e ganharem cashback.

2022 será um ano ainda melhor

Se 2021 já foi marcado por ser um dos melhores anos para o Nubank, o que dizer de 2022? A instituição pretende inovar ainda mais daqui para frente, e transformar a sua conta digital em um verdadeiro super app.

Para os clientes, fazer parte do Nubank é muito mais do que ter uma conta digital e um cartão de crédito. É um verdadeiro estilo de vida, e esse é com certeza um dos motivos para tamanho sucesso da instituição.

Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais e nos ajude a disseminar o conhecimento.