Como será a vida após o Pix? Confira a nossa opinião sobre o assunto!

O Pix está chegando para revolucionar a maneira como lidamos com o dinheiro. A nova modalidade de pagamentos instantâneos foi criada pelo Banco Central. Descubra.

Publicidade
Publicidade

Como será a vida após o Pix?

pix

Está chegando o grande dia: 16 de novembro. O lançamento oficial do Pix.

Para alguns a data é aguardada com ansiedade. Outros ainda não sabem muito bem do que se trata.

A verdade é que poderemos dividir a vida entre o antes e o depois do Pix.

Aliás, a chegada do Pix pode ser comparada inclusive com a chegada da internet, que também mudou as nossas vidas.

Publicidade

Por que o Pix é tão aguardado?

O Pix está chegando para revolucionar a maneira como lidamos com o dinheiro.

Publicidade

Você se lembra como era a sua vida antes de existir a internet?

Tudo era muito mais difícil, principalmente a comunicação.

Hoje você pode se comunicar com pessoas do mundo todo, sem pagar nada por isso.

Temos WhatsApp, Twitter, Instagram, Facebook, LinkedIn e tantas outras redes sociais ao nosso dispor.

Essa mesma revolução que a internet trouxe nos meios de comunicação, o Pix vai trazer nos meios de pagamento.

No longo prazo, o próprio papel-moeda vai deixar de existir.

A nova geração só vai saber que um dia o dinheiro foi impresso estudando a história.


Veja também:


E como vai funcionar o Pix?

O Pix é a plataforma de pagamentos do Banco Central.

No longo prazo, ele deverá ser um verdadeiro Open Banking.

Ou seja, todos os bancos irão usar essa plataforma para operar.

Desse modo, haverá muito mais informações sobre os clientes, o que irá melhorar o acesso ao crédito.

No entanto, no curto prazo, a maior mudança está relacionada às transferências bancárias.

Hoje, elas são feitas por meio de TEDs e DOCs.

Essas operações são realizadas somente em dias úteis. E em horário comercial.

Quando uma dessas operações é feita fora do horário, ela somente será compensada no próximo dia útil.

Com o Pix, isso não vai mais existir.

As transferências bancárias poderão ser feitas a qualquer hora do dia. Em qualquer dia da semana.

Isso vai facilitar demais a nossa vida.

Além disso, elas não terão custo nenhum. Diferente do que acontece hoje.

Alguns bancos tradicionais chegam a cobrar até R$ 20 por operação de transferência.

E o que mais o Pix vai mudar?

Fazer compras e pagamentos também vai ficar mais fácil com o Pix.

Afinal, o lojista vai poder emitir um link de pagamento, ou então gerar um QR Code.

O dinheiro sai na hora da sua conta e vai para a conta dele.

Sabe o atual boleto bancário? Está com seus dias contados.

E sabe quem mais vai dizer adeus no longo prazo? As maquininhas de cartão.

Afinal, você vai pagar por meio de um link ou QR Code.

Não tem mais porque andar com carteira no bolso.

Os fabricantes de carteira terão inclusive que encontrar outro produto para produzir.

E a vida mudará definitivamente…

Não iremos, portanto, precisar andar com dinheiro e nem cartão de plástico.

Também não teremos mais boletos de papel chegando em nossa residência.

Aliás, com o tempo, o próprio papel irá desaparecer gradualmente do nosso país.

Estamos entrando em um novo tempo, onde a digitalização irá se intensificar ainda mais.

Como toda mudança, levará um certo tempo para toda a população se adaptar.

No entanto, com o tempo, a nossa vida será muito mais facilitada.

A nossa relação com o dinheiro será diferente. E tudo será muito mais fácil.

Por isso, podemos dividir a vida entre o antes e o depois do Pix.

Bancos tradicionais como o Santander, inclusive, já estão criando uma plataforma exclusiva para as operações do Pix.

É o futuro se encontrando com o presente, fazendo nascer aqui um novo mundo.

Gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos nas redes sociais.