Pix já está com 274 milhões de chaves ativas. Confira!

A plataforma Pix foi lançada pelo Banco Central em novembro do ano passado e já está se tornando um dos principais meios de pagamentos no país, superando a marca de 274 milhões de chaves ativas.

Publicidade
Publicidade

Chave Pix

chave pix

O ano de 2020 trouxe profundas transformações na nossa relação com o dinheiro. Com a chegada da pandemia, algumas tendências se intensificaram, sendo a digitalização do dinheiro uma delas.

Diante disso, houve um grande crescimento dos bancos digitais, e em novembro do ano passado o Banco Central lançou o Pix, a sua plataforma de pagamento e recebimento. Isso facilitou muito a vida dos brasileiros.

Afinal, agora as transferências de valores podem ser feitas a qualquer hora do dia, em qualquer dia da semana. O sucesso da plataforma é tanto que o Pix atingiu recentemente a marca de 274 milhões de chaves ativas.

CARTÃO PAGBANK
CARTÃO DA CONTA DIGITAL

CARTÃO PAGBANK

SEM ANUIDADE
 
NEGATIVADO
Um cartão para todos os momentos do seu dia!
Você permanecerá no site atual

Crescimento abrupto do Pix

De acordo com o Banco Central, até o último dia 30 de junho, o Pix estava com 274.374.807 chaves ativas. Só para ter uma ideia, esse número é superior ao da própria população brasileira, que é de 213 milhões de habitantes.

Publicidade

Isso acontece porque cada pessoa pode ter mais do que uma chave Pix, sendo que as empresas também podem ter. Ou seja, se você tem conta em 3 bancos diferentes, pode ter 1 chave pix para cada banco.

Publicidade

De modo geral, existem 1,3 chave pix para cada habitante em solo nacional. Para se ter uma ideia, 88,5 milhões de pessoas operam as chaves do Pix por dia. Até o dia 30 de junho foram realizadas mais de 2 bilhões de transações, movimentando assim, cerca de R$ 1 trilhão.

Veja também:

Pix só está perdendo para os cartões

O Pix atualmente só perde para os cartões que continuam sendo a preferência dos brasileiros no momento de pagar as contas. Esse foi um dado demonstrado pela pesquisa Experiência Brasileira com Serviços Financeiros.

Essa pesquisa foi realizada pela Fiserv que é uma empresa de pagamentos e tecnologia de serviços financeiros. Os resultados mostram que 28% dos entrevistados preferem o pagamento com cartão, ao passo que 22% preferem o pagamento via Pix.

Isso mostra um crescimento na confiança do serviço de maneira muito rápida, uma vez que o Pix chegou ao mercado há pouco mais de 07 meses, enquanto o cartão de crédito já é uma forma de pagamento bastante consolidada no país.

Além disso, 66% dos entrevistados disseram acreditar que o Pix é seguro. Esse número deverá crescer ainda mais na medida em que a população vai usando o serviço, uma vez que ele realmente é um dos mais seguros.

Para se ter uma ideia, esse número é ainda maior que o dinheiro em espécie que foi considerado seguro para 57% dos entrevistados, seguido por cartão com chip (56%). Sendo assim, podemos esperar um crescimento bastante expressivo nos próximos meses.

Mas, afinal, o que é o Pix?

Para quem ainda não sabe, o Pix é a plataforma de pagamento e recebimento do Banco Central que entrou no ar no dia 16 de novembro de 2020, permitindo que as pessoas pudessem fazer transferências gratuitas a qualquer hora do dia em qualquer dia da semana.

Até então, a forma mais conhecida para realizar transferências era através do TED que era cobrado por algumas instituições e só poderia ser feito em dias úteis. Ou seja, se alguém precisasse transferir dinheiro no sábado, a operação só seria validada na segunda-feira.

Por isso o TED não era usado como forma de pagamento e recebimento pelas empresas, diferente do Pix que traz essa facilidade, e consequentemente, conseguiu quebrar esses paradigmas muito rapidamente.

Não é à toa que hoje já temos mais chaves do Pix ativa do que habitantes em solo nacional. Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais e nos ajude a disseminar o conhecimento.