Qual é o perfil dos investidores na Bolsa de Valores? Entenda!

Com o acesso à informação cada vez mais popularizado, o perfil dos investidores na Bolsa de Valores está mudando, com uma grande predominância da classe C. Entretanto, esse é um tipo de investimento mais popular entre os jovens.

Bolsa de Valores

perfil investidores

Por muito tempo, investir na Bolsa de Valores era sinônimo de ter muito dinheiro aplicado. Inclusive, até hoje ainda existem muitos mitos acerca de investimentos e ações, o que acaba espantando muitos investidores, principalmente os pequenos.

No entanto, de uns tempos para cá, por conta do aumento da educação financeira, o acesso aos investimentos em renda variável está cada vez maior. E por isso, o perfil dos investidores na Bolsa de Valores está mudando.

Só para ter uma ideia, um estudo realizado pela B3 entre os anos de 2019 e 2020, mostrou que apenas 4% dos investidores possuem uma renda mensal familiar acima de R$ 20 mil. Quer saber mais sobre isso? Vem com a gente!

CARTÃO NEON
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO NEON

SEM ANUIDADE
 
FÁCIL ACEITAÇÃO
Cartão de crédito Visa, sem custo e lindo
Você permanecerá no site atual

Qual é o perfil dos investidores na Bolsa de Valores?

De acordo com um estudo feito pela B3 entre os anos de 2019 e 2020, 56% dos investidores na Bolsa de Valores possuem uma renda mensal familiar de até R$ 4.999 e 29% possuem uma renda entre R$ 5 mil a R$ 10 mil.

Isso mostra que praticamente 85% dos investidores na Bolsa de Valores são da classe C, o que demonstra uma verdadeira mudança. Afinal, até alguns anos atrás investir na Bolsa de Valores era sinônimo de ter muito dinheiro.

Só para ilustrar, atualmente só 8% dos investidores da B3 possuem renda entre R$ 10.001 a R$ 15 mil, 3% possuem renda entre R$ 15.001 a R$ 20 mil e 4% tem uma renda superior a R$ 20 mil. Ou seja, o perfil do investidor mudou.

No entanto, o estudo também revelou que a maioria dos investidores estão concentrados na região Sudeste. Dessa forma, 51% de quem investe em ações vive nessa região, seguido de 21% de residentes na região Sul, 16% no Nordeste, 8% no Centro-Oeste e 4% na região Norte.


Leia também:


Perfil familiar de quem investe na Bolsa de Valores

Além de não possuir uma renda alta, grande parte dos investidores moram com amigos ou outros parentes, sendo que 39% deles estão neste grupo. Na sequência vem os casais com filhos que correspondem a 34% dos investidores na B3.

Na terceira posição, vem os casais sem filhos que correspondem a 17% dos investidores seguidos de 10% de pessoas que dizem morar sozinhas. É possível ver que nessa questão existe uma grande variedade no perfil de quem investe em ações.

Em relação à faixa etária, 42% de quem investe na Bolsa de Valores possui entre 25 a 34 anos, 26% possui entre 18 a 24 anos, 22% está na faixa etária entre 35 a 44 anos e 7% têm entre 45 a 54 anos de idade.

Somente 3% dos investidores possuem entre 55 a 65 anos de idade. Isso mostra que as pessoas mais novas estão mais abertas a novos investimentos no mercado de ações, o que também pode ter relação com o risco.

Pois, como o investimento em renda variável é mais arriscado que o investimento em renda fixa, é preciso ter um perfil um pouco mais ousado para investir neste tipo de ativo. Coisa que pessoas com mais idade são um pouco mais avessas ao risco.

Crescimento no número de investidores

A Bolsa de Valores vem registrando um grande aumento no número de investidores, e conforme observado, o próprio perfil dos investidores também vem mudando com o tempo, o que confirma o crescimento da popularidade desta modalidade.

No entanto, pessoas com idade mais avançada que possuem mais aversão ao risco e até mesmo menos acesso ao conhecimento financeiro evitam se expor a esse tipo de ativo e por isso são minoria entre os investidores.

A verdade é que é possível minimizar o risco no momento de investir em ações, buscando estratégias de longo prazo, diversificando a carteira de investimentos, e lendo notícias sobre os setores das empresas que compõem a carteira.

A verdade é que o número de investidores na B3 deverá continuar crescendo ainda mais. Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais.