Delivery: Seu pedido será entregue por um drone



Anúncios



Publicidade

Já imaginou se o seu pedido delivery fosse entregue por um drone? Pode parecer cena de filme de ficção, mas essa pode ser uma realidade muito em breve.

Na última quarta-feira (12) o Ifood anunciou que está começando a testar a inserção de drones nas entregas dos seus pedidos na cidade de Campinas (SP).

A empresa que será responsável pela logística aérea é a Speedbird, sendo que a ideia inicial não é levar o drone até a porta do consumidor final, mas sim em uma parte do percurso.

No entanto, esse é apenas o começo, e nada impede que em um futuro não muito distante os drones poderão fazer o serviço de ponta a ponta.



Publicidade

Testes de delivery com drone já começaram mês passado

Os testes que estão sendo feitos em Campinas já haviam começado no mês passado na cidade de São José dos Campos (SP).



Anúncios

Tanto em uma cidade quanto em outra, a parceria é a mesma: iFood e Speedbird. Até então os primeiros testes estavam sendo acompanhados de perto pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Diante da evolução do processo, a Anac emitiu o Certificado de Autorização de Voo Experimental (CAVE) para a Speedbird e agora os testes em campo podem ser iniciados.

De acordo com Roberto Gandolfo, vice-presidente de Logística do iFood, esse foi um importante passo para se construir um projeto seguro, eficiente e economicamente sustentável junto aos parceiros da empresa e dos órgãos responsáveis.

Ainda de acordo com Gandolfo, essa é uma etapa bastante significativa para a evolução do uso comercial dos drones. Desse modo, o objetivo inicial do iFood é usar o drone para trazer mais eficiência para a operação logística do negócio.

Gandolfo se mostra confiante na evolução que essa modalidade combinada com a inteligência artificial poderá trazer para a empresa.

Como estão sendo feitos os primeiros testes

Neste primeiro momento de testes, foi traçada uma rota com 400 metros saindo da praça de alimentação do Shopping Iguatemi Campinas e chegando em um ponto de pouso. De lá os entregadores continuarão o caminho por solo.

Segundo o iFood, esse trecho feito por pessoas a pé demora cerca de 12 minutos, já por drone o mesmo percurso é feito em apenas 2 minutos.

Fora essa rota, uma outra está sendo planejada, que sai do ponto de pouso e percorre 2,5 quilômetros até um conjunto de condomínio próximo ao shopping.

Essa segunda rota demora cerca de 10 minutos por solo e por drone ela é feita em aproximadamente 4 minutos.


Veja também:

Cartão BMG Barcelona FC: mais uma novidade do Banco BMG

Como solicitar o cartão Carrefour? Confira neste artigo!

Serasa Limpa Nome oferece desconto de até 90%


Será esse o futuro do delivery?

Há muita especulação atualmente sobre o futuro do serviço delivery no Brasil. Principalmente no que diz respeito às relações trabalhistas.

Houve na cidade de São Paulo, inúmeros protestos recentes buscando melhores condições de trabalho e uma melhor remuneração. Esse protesto foi organizado pelos próprios entregadores.

No entanto, diante desses novos testes com essa nova tecnologia, é possível que os entregadores estejam com seus dias contados, caso o sistema se mostre eficiente.

Por mais que no curto prazo a intenção não seja realizar a rota toda por drone, com a rápida evolução tecnológica, isso pode acontecer em menos tempos do que podemos imaginar.

Portanto, daqui alguns anos, será possível fazer um pedido pelo seu smartphone e recebê-lo bem rapidamente no quintal da sua casa.

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe esta notícia com seus amigos nas redes sociais.