Aumenta o número de investimentos no 1º semestre de 2021

Recentemente, uma pesquisa realizada pela Anbima mostrou que houve crescimento nos investimentos feitos pelos brasileiros no 1º semestre deste ano comparado com o mesmo período do ano passado.

Publicidade
Publicidade

Investimentos

investimentos

Uma pesquisa recente realizada pela Anbima revelou que os brasileiros passaram a investir mais dinheiro no 1º semestre deste ano. No entanto, o maior percentual de aumento corresponde aos clientes Private que são aqueles com um grande volume de investimentos.

Para se ter uma ideia, o valor do patrimônio financeiro dos clientes Private saltou 8,8% neste primeiro semestre, sendo que na sequência vem o varejo de alta renda que teve um crescimento de 8,5% seguido do varejo tradicional com crescimento de 1,5%.

No total, os investimentos dos brasileiros chegaram a R$ 4,4 trilhões de patrimônio líquido, o que representa um aumento no valor. No entanto, é possível notar que esse capital ainda está bastante concentrado na mão de poucos.

CARTÃO BANCO INTER
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO BANCO INTER

SEM ANUIDADE
 
CASHBACK
Cartão de crédito ou débito, internacional com custo ZERO
Você permanecerá no site atual

Ampliação da base de dados da Anbima

A Anbima para conseguir ter mais precisão no seu levantamento, está ampliando a sua base de dados. Para se ter uma ideia, desde junho deste ano, todas as instituições que atendem os clientes brasileiros do varejo precisam enviar informações para as estatísticas.

Publicidade

Antes, as casas com menos de 50 agências bancárias ativas ou que tivessem um patrimônio líquido do varejo inferior a 1% do total da estatística não tinham a obrigação de enviar os dados para a pesquisa.

Publicidade

Por conta disso, os dados do varejo que eram apenas 15, agora chegaram a 73 instituições. Além disso, a base do private também cresceu, e agora possui 3 novos integrantes chegando assim em 18 instituições.


Veja também:


Grande parte dos investimentos está concentrada na região sudeste

Assim como os investimentos estão mais concentrados na mão dos clientes Private, eles também se concentram mais por região. Para se ter uma ideia, os brasileiros que vivem no estado do Sudeste correspondem a 68,8% dos investimentos feitos no país.

O crescimento da região foi de 7,3% neste primeiro semestre em comparação com o mesmo período de 2020. No entanto, apesar do Sudeste liderar os investimentos, o crescimento foi observado em toda parte do país.

O sul cresceu 3,1% ao passo que o Norte e Nordeste cresceram 3,3%. A região centro-oeste foi a que apresentou um crescimento mais expressivo de 9,2%, no entanto, ela corresponde ainda a apenas 5% dos investimentos feitos no país.

Ampliação da educação financeira após a pandemia

Um dos fatores que vem colaborando para o crescimento dos investimentos feitos no país, foi a ampliação da educação financeira após a pandemia. Afinal, muita gente que se viu sem renda de uma hora para outra não quer mais passar por isso.

Assim sendo, as pessoas passaram a pesquisar mais sobre finanças, administrar melhor o seu orçamento, e consequentemente ampliar os seus investimentos. Houve, portanto, uma verdadeira desmistificação disso e mais acesso aos produtos financeiros.

Até porque, é possível ter acesso a diversos fundos de investimentos com apenas R$ 100, o que colaborou para esse crescimento. Contudo, é possível observar que os clientes Private ainda possuem acesso a fundos melhores.

Risco é fator ponderante para esse crescimento

Um dos fatos que faz os clientes Private aumentarem mais rapidamente o seu capital é o fato de se arriscarem mais. Afinal, por possuírem mais dinheiro, eles podem arriscar, uma vez que se perderem alguma quantia não fará tanta falta.

Já os clientes do varejo tradicional possuem uma renda mais limitada, e muitas vezes os investimentos são para a construção da própria reserva de emergência, e por isso evitam muita exposição ao risco, o que não garante uma grande rentabilidade do capital.

Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais e nos ajude a disseminar o conhecimento.