C6 Bank será a próxima fintech a abrir o capital? Entenda!

Depois do Nubank e Banco Inter, o próximo banco digital que deverá abrir o seu capital na Bolsa de Valores é o C6 Bank que apesar de ser um banco novo, já vem figurando entre os principais players do setor.

C6 Bank

IPO C6 Bank

No mês de dezembro do ano passado o Nubank abriu o seu capital na Bolsa de Valores de Nova York. O sucesso foi tamanho, que a instituição passou a ser o banco mais valioso da América Latina, superando inclusive o Itaú.

Agora, quem deverá seguir os mesmos passos do Nubank é o C6 Bank que também já desponta entre os maiores bancos digitais do Brasil. Só para ter uma ideia, em junho do ano passado o JP Morgan adquiriu 40% da instituição.

Entretanto, a aprovação dessa aquisição aconteceu recentemente, e deverá acelerar ainda mais o crescimento do C6 Bank nos próximos meses. Quer saber mais sobre a abertura de capital do C6 Bank? Vem com a gente.

CARTÃO C6 BANK
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO C6 BANK

SEM ANUIDADE
 
MILHAS E VIAGENS
O cartão personalizado que já é usado por mais de 2,5 milhões de pessoas
Você permanecerá no site atual

Abertura do capital do C6 Bank

Embora não exista nada oficial, há muita especulação sobre a possibilidade do C6 Bank abrir o seu capital na Bolsa de Valores. Ainda mais depois que 40% da instituição foi adquirida por um dos maiores bancos norte-americanos.

O volume dessa operação girou em torno de R$ 10 bilhões, o que elevou o valuation do C6 para algo próximo de R$ 25 bilhões. Nesse sentido, o seu valor de mercado ficou bem próximo do Banco Inter. Além de chegar perto dos 10% do Nubank.

Caso o C6 Bank decida abrir de fato o seu capital, há grandes chances disso acontecer na Bolsa de Valores de Nova York. Essa estratégia vem sendo adotada pelos bancos digitais para aumentar a capacidade de angariar investidores.

Nomes como Inter, BTG Pactual digital, XP Investimentos, Nubank e Banco Pan já marcaram presença nesse cenário. E agora pode ter chegado o momento do C6 Bank também começar a sua expansão.


Veja também:


Estratégias dos grandes players digitais

Embora tenha adotado uma estratégia parecida com o BTG Pactual e com a XP Investimentos, o C6 Bank deverá acirrar a competição entre os bancos digitais do Brasil. Mesmo sendo um dos mais jovens.

O banco vem se mostrando com bastante maturidade, além de possuir um ecossistema bastante completo. Aliás, até mais completo do que outros players que estão a mais tempo no mercado como o Nubank.

Vale destacar que uma das tacadas mais certeiras do C6 Bank foi a parceria com a TIM que rendeu uma grande parte dos 11 milhões de clientes da instituição. Afinal, os usuários passaram a ter um pacote extra de internet, assim como melhores opções de investimentos.

Além disso, o C6 Bank também está conseguindo acelerar o aumento da sua base e monetizar melhor ao oferecer produtos e serviços que vão bem além do cartão de crédito, mostrando sua capacidade de agregar valor.

Um dos bancos digitais mais completos

Uma coisa que podemos observar é que mesmo tendo pouco tempo de vida, o C6 Bank já oferece mais soluções aos seus clientes em comparação com o Nubank. Isso pode ser visto na diversificação de receitas a fim de reduzir a dependência dos cartões de crédito.

Quem se destaca na diversificação da receita e oferta de serviços financeiros é o Banco Inter, que hoje pode ser considerado o ecossistema mais completo do Brasil entre os bancos digitais.

Entretanto, o C6 Bank está com um bom posicionamento no mercado de investimentos, com diversos escritórios autorizados que auxiliam os clientes a abrirem conta corrente e oferecem produtos e serviços financeiros disponíveis no portfólio.

Portanto, se o C6 Bank realmente abrir o seu capital é bem provável que a instituição terá uma grande demanda pelos seus papéis, mostrando que a onda dos bancos digitais está apenas começando.

Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais e nos ajude a disseminar o conhecimento.