Cartão sem consulta ao SERASA: confira o DIN

Publicidade

A consulta ao SPC/Serasa é algo que amedronta muitos brasileiros. Afinal, 60 milhões de nós estão negativados, com o famoso “nome sujo na praça“. E estar nessa situação, além de indicar uma má-saúde financeira, impede que muitos consumidores tenham acesso a cartões e possam consumir novamente. 

É para estes casos que surgiu o Cartão de Crédito e Débito DIN, da Bradesco
Sem comprovação de renda e sem consulta ao SPC/Serasa, este cartão é uma alternativa bem-vinda para quem quer voltar a consumir com responsabilidade. 
Por isso, a Cash Free estudou tudo o que você precisa saber sobre o DIN e entender se é a melhor saída para você.

Cartão sem consulta ao SERASA: confira o DIN
Cartão sem consulta ao SERASA: confira o DIN. Imagem: Reprodução Internet

O que é o Cartão de Crédito/Débito DIN?

Sem comprovação de renda e sem consulta ao SPC/Serasa, com o Cartão de Crédito DIN você resolve sua vida financeira de forma muito mais prática. 

O cartão também pode ser legal para quem está se restabelecendo das dívidas, mas por ter um score baixo, não consegue cartões de crédito.

Publicidade

O Cartão DIN é um cartão pré-pago, ou seja, você precisa fazer a carga de dinheiro para usá-lo. 

Publicidade

O DIN tem taxas super baixas e permite saques de valores no saldo nos caixas eletrônicos do Bradesco, que é o Banco emissor do Cartão, e na Rede24Horas.

O cartão é aceito no Brasil e no exterior, em todos o estabelecimentos que aceitam Cartão de Crédito. As bandeiras em que o DIN é emitido são ELO e VISA.

O DIN também é ótimo para fazer compras na internet e pagar serviços como Uber e Netflix, por exemplo. 

O Cartão de Crédito DIN é muito útil para quem não tem (ou não tem mais) um cartão de crédito convencional. Quando for fazer um pagamento, indique a função Crédito. A compra vai ser feita e o valor será debitado no saldo que você carregou no seu cartão.

Vantagens

  • Compras no Brasil e no Exterior
  • Recebe dinheiro de correntistas Bradesco
  • Manutenção (mensalidade): R$ 2,99
  • Sem consulta ao SPC/Serasa (ideal para negativados)
  • Sem fatura, já que as compras são debitadas automaticamente
  • Solicitado pela internet
  • Transfere dinheiro para outro Cartão DIN
  • Saques na Rede Bradesco e Banco24Horas ao custo de R$ 1,90
  • Disponível para qualquer pessoa com CPF a partir de 14 anos
  • Não precisa ser correntista do Bradesco

Tarifas

Emissão do cartãoR$ 10 (tarifa única)
Manutenção do cartãoR$ 2,99/mês, quando houver saldo
Reemissão do cartãoR$ 20
Transferência para Bradesco DinR$ 0
TED para Bradesco e outros bancosR$ 5
Saque Nacional em caixas eletrônicosR$ 1,90
Saque InternacionalR$ 20 + custo do terminal

Limites

Limite mensal para saqueR$ 3.000
Limite para depósitosR$ 3.000

O cartão só pode ser recarregado em reais, então pagamentos fora do Brasil serão convertidos com a cotação do momento, além do IOF e outros encargos.

Pois é, mesmo para outros clientes Bradesco, o DIN cobra por transferências. A isenção só acontece entre outras contas pré-pagas. Por isso, o DIN não se limita a pessoas negativadas, como também pode ser uma ótima conta mesada, por exemplo.

Este cartão é muito legal para tirar o estigma de estar negativado. Ter dívidas pode afetar até mesmo psicologicamente a vida de alguém e não deveria limitar as pessoas a consumirem. É claro, com melhor planejamento desta vez.

Como recarregar meu cartão de crédito DIN?

O Cartão de Crédito DIN é um cartão pré pago. Ou seja, você deposita o dinheiro antes, fazendo a compra de um crédito, que vai sendo gasto à medida que você faz suas compras. 

Embora pareça estranho pagar antes para ter acesso à opção Crédito, é importante lembrar que muitos estabelecimentos e especialmente e-commerces só aceitam a modalidade crédito no pagamento.

Ah, não é possível parcelar compras pelo seu DIN.

As recargas do DIN são feitas por boleto bancário, gerado no aplicativo, transferências de contas Bradesco ou de outros DIN. 

A portabilidade de salário também é possível com o DIN. Isso é útil especialmente se você tem outras contas bancárias comprometidas, que “comeriam” seu saldo.

Como pedir o seu DIN?

O DIN é solicitado pela internet, na página do Bradesco, ou pelo aplicativo, que é o jeito mais fácil. Você vai informar seus dados, como RG, CPF, endereço e um boleto no valor de R$ 9,90 será gerado. Esse valor é a taxa de emissão do DIN. 

Depois uns dias, o DIN vai chegar no endereço indicado. É preciso desbloqueá-lo pela internet. Carregue seu cartão com créditos e comece a usar em lojas físicas e internet.

O DIN não permite cartões adicionais. Ele é vinculado a um único CPF. Você pode ter até dois DINs, um na bandeira Visa e outro na bandeira ELO. O DIN pode ser solicitado por qualquer pessoa a partir de 14 anos e com um CPF válido, o que faz dele uma excelente opção para crédito de mesada dos filhos. Aprender a controlar os gastos desde cedo é um dos pilares de uma boa educação financeira.

O DIN é emitido nas bandeiras VISA ou ELO, possui chip e código de segurança (CVV) e é aceito em milhões de estabelecimentos em todos mundo e na internet. 

No aplicativo do DIN você faz todo o gerenciamento do Cartão. Pelo app você acompanha os gastos, numa timeline de consumo.  O DIN é muito bom, prático e seguro.

Benefícios das bandeiras

  • Elo

Acesso gratuito a Elo Wi-Fi, com mais de 60 milhões de pontos pelo mundo. E se você gosta de cinema, aproveite o Combo Bradesco na rede Cinemark, com 50% de desconto.

  • Visa

Pagando com seu DIN Visa na Rede Cinemark também você tem 50% de desconto no seu ingresso e no combo de pipoca, além do programa Vai de Visa.

Cancelamento do DIN Bradesco

Ficou sem usar o cartão por 6 meses — sem crédito, transição ou movimentação? Seu DIN será automaticamente cancelado.

Vale a pena ter um DIN?

O DIN é ideal para pessoas negativadas ou sem comprovação de renda.

Embora tenha algumas limitações e pratique taxas próprias, o cartão Bradesco DIN pode ser um meio de pagamento importante para pessoas com dívidas.  

A função de crédito continua a ser um diferencial considerando outros cartões pré-pagos, comumente usados para presentes e mesadas. 

Além do pagamento, o DIN pode ser importante para que as pessoas se reorganizem financeiramente e traz benefícios únicos com suas bandeiras, além de operar em outros países. 

E aí, você usaria o DIN? Compartilhe suas impressões nos comentários e não deixe de acompanhar as resenhas do Cash Free.