domingo, maio 19, 2024

Cartões de crédito lideraram forma de pagamento em 2021 com participação de 51%

Share

Cartões de crédito

O Pix surgiu pouco antes da pandemia como forma de facilitar o pagamento e transferência dos usuários de bancos e outras instituições financeiras. Afinal, o dinheiro é transferido na hora e não são cobradas taxas para transferir entre diferentes instituições. Além disso, agora já é possível parcelar pagamentos com o Pix também.

Com isso, esperava-se que o Pix ultrapasse o cartão de crédito em termos de uso do meio de pagamento, mas não foi o que aconteceu. Em 2021, mais de 51% dos usuários utilizaram o cartão de crédito para fazer uma compra, enquanto o Pix se manteve entre 16,2% dos usuários.

Isto se deve a alguns problemas que o Pix ainda não conseguiu resolver como, por exemplo, a necessidade em ter o dinheiro na conta no momento do pagamento – o que não acontece com o cartão de crédito. Quer saber mais sobre os dados? Confira na matéria a seguir!

CARTÃO DE CRÉDITO PAGBANK
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO DE CRÉDITO PAGBANK

CASHBACK
 
SEM ANUIDADE
Todo o dinheiro investido em CDB vira o limite do cartão
Você permanecerá no site atual

Uso do cartão de crédito em 2021

A utilização do cartão de crédito como forma de pagamento, ou na versão débito e até pré-pago, foi a forma mais usada pelos brasileiros em 2021. Mais de 51,1% dos usuários de cartão utilizaram essa ferramenta – o que indica também que ela continua sendo responsável pelo maior número de endividamentos no Brasil.

Em seguida o Pix, com 16,2% de transações realizadas. Depois disso, o cartão de débito, com 11,4%, os boletos com 9,8%, convênios com 5,1%, TED com 2,1%, transferências entre bancos com o número ainda menor, sendo de 1,8%, e por fins meios alternativos, que juntos somaram pouco mais de 2,5%. 

Os dados foram divulgados pelo Banco Central, mas a única informação que não foi computada foram os pagamentos realizados em dinheiro em espécie.

Dados do Banco Central

Ainda de acordo com o Banco Central, a TED foi o instrumento de pagamento com o maior valor médio por transação em 2021, sendo de aproximadamente R$ 27,8 mil, seguido de transferência intrabancária, com R$ 14,7 mil, mostrando que são os instrumentos de pagamentos mais utilizados quando se trata de um pagamento de valor elevado.

Além disso, o valor médio de transações com os boletos foi de R$ 1,3 mil, sendo o do Pixx de R$ 548, e por fim, o valor de R$ 86 como valor médio gasto nos cartões de crédito no Brasil. Sobre o pagamento, vale frisar ainda que a principal ferramenta utilizada para computar as transações foi o celular.

Mais de 60% de todos os pagamentos utilizados no Brasil foram feitos por um aparelho celular. Isso nos mostra como somos dependentes dos aparelhos hoje, já que é possível fazer praticamente tudo com ele: compras online, compras no supermercado, pagamento de contas, relacionamentos, usar apps de alimentação, de transporte, apps bancários, entretenimento, e muito mais.

Em seguida, temos o internet banking, com um volume de 17,8% de todas as transações realizadas, seguido de correspondentes bancários como, por exemplo, uma casa lotérica, que soma 13,3% das transações.

Logo depois, as agências de atendimentos com 5,7% das transações, caixas 24 horas com 2,4% de transações, e para finalizar, 0,8% com meios alternativos. 

O cartão de crédito continua sendo o principal meio de pagamento do brasileiro. Quando bem utilizado, pode ser um excelente aliado das finanças. Ele só se torna vilão quando é utilizado sem qualquer planejamento. Aqui sempre trazemos notícias interessantes com dicas financeiras e como se planejar para evitar endividamentos. Fique de olho!

Essa matéria foi útil para você? Então aproveite para compartilhar o conteúdo em suas redes sociais, e ajude-nos a disseminar a informação para mais usuários! Você pode ajudar mais pessoas a evitarem uma situação complicada de endividamento com o cartão de crédito só por compartilhar a informação.

Read more

Local News