Finanças pessoais: saiba como evitar os 4 principais erros



Anúncios



Publicidade

Muitas vezes são erros comuns e banais que levam as pessoas a se atrapalharem com as finanças pessoais e terminarem endividadas, e às vezes até com sérias dificuldades econômicas. Mas ainda que você já esteja com as finanças pessoais apertadas, estas 4 dicas ainda podem te ajudar muito. Então peste atenção nelas.

1 Evite gastos excessivos e frívolos

Nem sempre é aquele gasto mensal repentino que acaba com seu orçamento. Às vezes são as pequenas coisas que “torram” seu dinheiro e comprometem todo o seu orçamento. Estes cotidianos gastos, aparentemente inocentes por vezes fazem seu orçamento acabar.

Por exemplo, comprar refeições prontas todo dia pode resultar em um custo bem alto no final do mês, então preste atenção. Por exemplo, você come sempre fora, gasta no mínimo, bem mínimo R$ 15,00 por refeição. Em uma semana isto fica em R$ 75,00, no mês R$ 300,00 e no ano são R$ 3.600,00 reais que poderiam ser o seu fundo de emergência.

2 Pagamentos intermináveis – assinaturas

Faça uma reflexão, você precisa de cada assinatura que tem? Você realmente tem necessidade de ter o plano de celular que tem, das assinaturas de TV a cabo, Netflix, Amazon entre outros todos juntos e ao mesmo tempo? Você se quer utiliza todos estes serviços?



Publicidade

Talvez você nem se dê conta, mas eles drenam seu orçamento e te tiram dinheiro que poderia ser economizado para o futuro, ou utilizado para pagar uma dívida. Já que, caso você esteja procurando economizar, tudo o que você puder deixar de gastar já um ponto positivo.



Anúncios

3 Comprar um carro novo

Inúmeros carros novos são comprados e vendidos a cada ano que se passa. No entanto, ser incapaz de pagar o carro à vista, é ser incapaz de ter ele.

Afinal de contas, poder pagar a parcela, não é poder pagar o todo o carro. E um financiamento é um dinheiro emprestado a um juro normalmente alto. Fora o preço do carro e os juros, ainda a o custo embutido da depreciação, já que além de pagar juros sobre a compra, a cada mês que passa o carro vale menos.

Então ao final de 5 anos você terá um carro que novo valia R$ 60 mil, você pagou R$ 120 mil, mas agora ele só vale R$ 30 mil. Oras, definitivamente não é um bom negócio.

4 Gastar muito comprando uma casa.

Muitas vezes quando o assunto é comprar uma casa, principalmente com financiamentos cada vez mais acessíveis a pessoa se empolga e acaba gastando mais do que deveria ao comprar uma casa. Ao procurar uma bela casa considere que um bom bairro tem um IPTU alto, água e luz mais carros e custos de manutenção diferenciados.

Se você não tem uma família grande não precisará de uma casa enorme, cuide de suas finanças e viva com as finanças saudáveis e em dia. Já que o custo da casa, não apenas o de compra, mas também o de manutenção.

Gostou das dicas do post? Então não deixe comentar e compartilhar sua opinião conosco!