Bancos digitais: Qual o Melhor – Banco Inter, Nubank ou C6 Bank?

Publicidade
Publicidade

Os bancos digitais nasceram com a finalidade de oferecer um serviço com baixas tarifas e sem a necessidade do deslocamento físico do cliente até uma agência bancária.

Com isso, as pessoas passaram a ganhar em tempo e também em custos com tarifas, o que fez esses bancos caírem no gosto popular. Contudo, com o aumento da procura também houve um aumento de instituições que se dedicam à esse serviço.

Por isso, decidimos separar neste artigo algumas características dos três principais bancos digitais da atualidade: C6 Bank, Nubank e Banco Inter.

Atendimento ao usuário

Nesse quesito, o Nubank torna-se o banco com mais vantagens, afinal a NuConta é insuperável no que diz respeito ao atendimento ao usuário.

Publicidade

É possível falar pelo chat com um atendente à qualquer hora do dia. E o que é ainda melhor, o atendimento não segue aquele velho e chato protocolo. É um bate papo descontraído, humanizado que tem o assunto do seu interesse debatido diretamente.

Publicidade

O C6 Bank está evoluindo também nesse sentido, é há uma promessa de que o serviço seja agilizado. Mas, por enquanto ainda está bem aquém do NuBank.

O Banco Inter, nesse ponto é o pior entre os três bancos. Pois, há uma certa demora no retorno para os clientes, ainda mais quando a demanda está grande.

Conheça os 3 Aplicativos que Parcelam Boletos Pelo Cartão de Crédito Sem Consulta ao SPC e Serasa!

Crédito pessoal

Nesse ponto, o Banco Inter ganha o nosso destaque. Ele vem oferecendo diversas modalidades de crédito como: crédito pessoal, consignado, equity e até mesmo financiamento habitacional.

Já o NuBank está avançando na liberação dos empréstimos pessoais, mas ainda não é uma modalidade disponibilizada para todos os usuários. Todavia, para quem tem essa modalidade disponível os juros da fintech podem ser bem atrativos.

Dependendo do perfil do cliente esses juros podem variar de 0,95% ao mês indo até 14%. Já o C6 Bank, ainda não disponibiliza linhas de créditos para os seus clientes, mas eles pretendem avançar nesse sentido.

Investimentos, outra importante modalidade dos bancos digitais

Nesse quesito o destaque vai novamente para o Banco Inter. A instituição oferece o maior portfólio de investimentos. Desse modo, o investidor pode aplicar em títulos CDB, LCA e LCI, além de fundos de renda variável.

Para realizar os investimentos é bastante simples, a opção é disponível no Home Broker, e para investir em renda variável a taxa é zero.

Já a NuConta não oferece a opção de investimentos em renda variável. Sendo apenas disponível o investimento em títulos públicos que rendem 100% do CDI bem como o RDB que também é uma modalidade disponível no NuBank.

Já o C6 Bank não oferece uma opção muito extensa de investimentos, mas conta com um CDB que rende 100% do CDI com liquidez diária. Para investidores com perfil conservador, essa pode ser uma interessante linha de investimento.

As taxas são o ponto mais atrativo dos bancos digitais

Como vimos, dentre as opções acima há algumas em que um banco é melhor e outras em que outro banco é melhor. Mas, a verdade é que o crescimento dos bancos digitais é estimulado pelas suas tarifas.

Os clientes estão migrando para eles principalmente para fugir das principais taxas impostas pelos bancos tradicionais, como DOC e TED por exemplo. Por isso, ao mês são abertas entre 500 mil e 1 milhão de contas nessas plataformas.

Gostou de saber a diferença entre os principais bancos digitais? Deixe o seu comentário, nos siga nas redes sociais e ajude a difundir o conhecimento!