Para cada 4 transações presenciais Visa, 1 é por aproximação na América Latina e Caribe

De acordo com a Visa, 25% das transações presenciais na América Latina e Caribe são realizadas usando a tecnologia por aproximação. Em alguns países como o Chile esse percentual chega a 50%.

Publicidade
Publicidade

Pagamento por aproximação

pagamento por aproximação

O pagamento por aproximação cresceu bastante após a chegada da pandemia. Não é para menos que hoje, 1 a cada 4 transações presenciais Visa na América Latina e Caribe são feitas usando essa tecnologia.

Alguns países como Chile, Costa Rica, Panamá, Guatemala e Bermuda chegam a ultrapassar a marca de 50% de adoção. No Peru e Colômbia, a adoção da nova tecnologia já ultrapassou os 40% das transações.

Esse crescimento é justificado pelo fato do pagamento por aproximação ser rápido, prático e seguro, evitando assim o contato do consumidor com a superfície da maquininha de cartão. Por isso, o crescimento dessa tecnologia deverá ser ainda maior daqui para frente.

CARTÃO C6 BANK
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO C6 BANK

CASHBACK
 
MILHAS E VIAGENS
Conta digital e cartão de crédito personalizados!
Você permanecerá no site atual

Crescimento do Pagamento por aproximação

Conforme antecipamos, o pagamento por aproximação está crescendo e já corresponde a 25% das transações presenciais Visa na América Latina e Caribe. No Brasil, apesar de representar apenas 14% das transações, a tecnologia continua crescendo.

Publicidade

Para se ter uma ideia, entre junho de 2020 e junho de 2021 houve um crescimento de 5 vezes mais no uso do pagamento por aproximação. Isso acontece devido ao trabalho integrado da Visa com toda a indústria que tem apostado nessa tecnologia.

Publicidade

Ou seja, o número de maquininhas que aceitam o pagamento por aproximação e a quantidade de cartões que já estão sendo emitidos com essa tecnologia, colaboram para o crescimento exponencial do seu uso.


Veja também:


Uso da tecnologia por aproximação por regiões

Se no geral, apenas 14% das transações presenciais usando o cartão de crédito são feitas com a tecnologia NFC, é preciso destacar que alguns Estados estão na frente. O Distrito Federal é o que alcançou maior adesão com 32% das operações sendo realizadas por aproximação.

Na sequência vem Santa Catarina com 22,7% das compras presenciais sendo realizadas por aproximação, depois vem o Paraná com 18,8%, Mato Grosso com 18,7% e São Paulo com 17,5%. Portanto, há muito espaço ainda para crescer mais.

Dentre os segmentos que tiveram maior número de transações sendo realizadas por aproximação estão o setor de fast food, restaurantes, padarias, lojas de conveniência, supermercados e postos de gasolina.

Ricardo Tafur, vice-presidente de Produtos de Consumo da Visa América Latina e Caribe, diz que quando a empresa embarcou nessa jornada de transformação com os pagamentos por aproximação, ela acreditava que essa seria a próxima geração de pagamentos na nossa região.

“A pandemia certamente acelerou os esforços que já estávamos realizando e, de junho de 2019 a junho de 2021, a penetração dos pagamentos por aproximação cresceu de 4% para 25% em nossa região. Na Visa, estamos todos muito felizes com essa realização.” conta o executivo.

Crescimento deverá continuar pelos próximos anos

Além da praticidade e segurança no momento de pagar, essa é uma tecnologia altamente segura que oferece proteção contra fraudes. Até porque é usado a mesma tecnologia do chip EMV que é bastante eficaz na prevenção de fraude com cartões falsificados.

Pois ele usa um código válido uma só vez, evitando que os dados comprometidos sejam reutilizados em uma fraude. Por isso, o índice de fraude usando os cartões de pagamento por aproximação é inferior aos demais tipos de pagamento.

Por conta disso, a Visa vai continuar trabalhando junto aos emissores, estabelecimentos comerciais, governos e fintechs de toda a região para estimular ainda mais a adoção dessa forma de pagamentos, principalmente em setores novos e nichos de mobilidade urbana.

Afinal, a missão da Visa é conectar o mundo para que pessoas, negócios e economias prosperem. Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais e nos ajude a disseminar o conhecimento.