Pix parcelado – Deve ser usado apenas em casos extremos, pontam especialistas

O PIX surgiu como forma de facilitar o dia a dia do brasileiro, mas parcelamento pode ter taxas de juros mais altas do que cartão de crédito.

Pix

O Pix surgiu para facilitar o dia a dia do brasileiro na hora de fazer pagamentos. Além de fazer transferências instantâneas, não são cobradas taxas. Além disso, é possível transferir dinheiro instantaneamente a qualquer hora do dia.

Recentemente, alguns bancos liberaram a opção de fazer pagamento parcelado em Pix. Se antes o brasileiro só podia parcelar com o cartão, agora existe uma alternativa.

Mas será que vale a pena parcelar no Pix? Nós respondemos: não! Os juros podem ser mais altos do que o parcelamento no cartão de crédito. Entenda mais a seguir.

CARTÃO DE CRÉDITO PAGBANK
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO DE CRÉDITO PAGBANK

SEM ANUIDADE
 
FÁCIL ACEITAÇÃO
Recarregue seu cartão e controle seus gastos
Você permanecerá no site atual

Afinal, o que é Pix parcelado?

O Pix parcelado é uma opção para substituir os pagamentos parcelados pelo cartão de crédito. Na verdade, é uma mistura de Pix com cartão de crédito. Levando ao pé da letra, o Pix parcelado é uma espécie de crédito pessoal, e por isso, se você parcelar uma compra com o Pix, terá praticamente contratado um empréstimo com o banco.

Para o pagador, o Pix funciona de uma forma bem simples. É tão fácil quanto fazer uma transferência. Você simplesmente faz a compra, opta por parcelar com o Pix, e todos os meses o dinheiro será debitado da conta no dia que você escolheu. 

Já para quem recebe, funciona como um cartão de crédito para o lojista. Ou seja, ele recebe todo o valor de uma só vez, o que é uma grande vantagem para quem está vendendo.

E quem pode utilizar essa opção? 

Nem todas as instituições liberaram essa opção para os clientes. Por enquanto, é possível fazer o parcelamento por Pix no Santander. Além de poder dividir uma compra em até 24 vezes, é possível dividir compras a partir de R$ 5,00, e os clientes ainda têm até 59 dias para fazer o primeiro pagamento. Além disso, a contratação também é 100% digital.

Mas a questão é: vale a pena parcelar por Pix? Por ser um tipo de crédito pessoal, cada instituição bancária/financeira pode estipular a própria taxa de juros que quiser. Uma das diferenças diz respeito ao custo de operação.

Por exemplo: quando você faz uma compra com o seu cartão de crédito, todos os custos das operações ficam com o próprio vendedor. As taxas de serviço são cobradas de quem vende, e na maioria dos casos, elas são repassadas para o consumidor. Ou seja, ao invés de pagar R$ 20,00 em um produto, por exemplo, você paga R$ 23,00 para que o vendedor não fique no prejuízo.

Já no caso do Pix parcelado, todos os juros são mostrados para o cliente a partir do momento da contratação. Vale lembrar também que é incidido sobre esse valor o IOF, que também é parcelado no ato da contratação.

E por que isso é tão importante?

A questão do Pix parcelado é relevante porque a médio prazo, de mais lojas aceitarem esse tipo de pagamento, os custos dos produtos podem cair, já que os custos de operação com cartão de crédito não serão cobrados dos lojistas. Assim, o cliente terá a opção de parcelar a compra com mais de uma forma de pagamento e controlar quanto quer pagar de taxa sobre a compra. Por outro lado, os juros atuais das compras com Pix ainda estão mais altos do que com cartão de crédito.

Por esse motivo, especialistas recomendam apenas utilizar o Pix parcelado em caso de real necessidade. Se você tiver a opção de parcelar com o seu cartão de crédito, recomendamos que analise antes as taxas, mas provavelmente elas serão mais baixas do que no cartão. 

Gostou de entender mais sobre o Pix parcelado? Compartilhe esse conteúdo em suas redes sociais e ajude-nos a disseminar esse tipo de informação!