Qual o melhor para parcelar? Pix ou Cartão de crédito?

Banco Central disponibiliza função de parcelamento por Pix, mas ferramenta ainda gera dúvida se é mais vantajosa do que cartão de crédito. Confira a seguir.

Pix ou Cartão de crédito

Desde que foi lançado no final de 2020, o Pix tornou-se o meio de pagamento preferido dos brasileiros. Afinal, não é preciso mais esperar para fazer uma transferência, pois ela é instantânea e não tem custos.

Recentemente, o Banco Central liberou a função para que os consumidores possam começar a parcelar as compras utilizando Pix, mas por enquanto, apenas três instituições liberaram a função para os clientes.

A questão é: vale a pena utilizar o Pix para parcelar a compra, ou o cartão de crédito ainda é mais vantajoso? Se você também tem essa dúvida, acompanhe as informações a seguir e saiba tudo sobre a nova função disponibilizada pelo Banco Central.

CARTÃO DE CRÉDITO SANTANDER
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO DE CRÉDITO SANTANDER

RECOMPENSAS
 
INTERNACIONAL
Abra sua conta e solicite seu cartão internacional
Você permanecerá no site atual

Parcelamento por Pix

Segundo o próprio Banco Central, somente em fevereiro de 2022, 1,1 bilhão de transações financeiras foram feitas em todas as plataformas de pagamentos. No total, existem mais de 400,6 milhões de chaves Pix registradas no Brasil, mas quanto ao valor de parcelamento de compras, o que é melhor utilizar? O cartão de crédito ou Pix?

Embora o Pix seja gratuito quando se trata de fazer transferências de um banco para outro banco, apenas três instituições liberaram a função para os clientes por enquanto, sendo elas o Mercado Pago, o Banco Santander e o PicPay.

Porém, todas as três cobram taxas e elas são relativamente altas. Por enquanto, o Banco Central ainda não regularizou a questão de taxas para o Pix.

Então, o que é melhor para parcelar? Cartão de crédito ou Pix?

Se antes o Pix era uma alternativa apenas para fazer pagamentos e transferências instantâneas, agora também é possível fazer o parcelamento. As ferramentas se chamam Pix parcelado ou Pix garantido, nome dado pelo próprio Banco Central.

Com essa ferramenta, o cliente poderá comprar qualquer produto ou serviço utilizando a ferramenta do Pix como se estivesse utilizando o cartão de crédito.

A expectativa é que a função esteja liberada para todos os bancos e instituições de pagamentos até o 2º Semestre de 2022.  Recentemente, o Banco Santander produziu uma propaganda para televisão com pessoas famosas para divulgar a nova campanha “Divide o Pix”.

No caso do Banco Santander, para parcelar uma compra utilizando Pix, é necessário que ela custe pelo menos R$ 100. Além do IOF, Imposto sobre Operações Financeiras, são cobrados 2,09% de taxas mensais, porém, o cliente tem um prazo de até 59 dias para pagar as suas faturas. No Santander, o cliente pode parcelar as compras em até 24 vezes.

No PicPay os usuários podem comprar dividindo o produto em até 12 vezes, porém as taxas são mais altas e os juros são de 3,99% por mês.

Então, fica a questão: qual a diferença entre parcelar com Pix e cartão de crédito? Por enquanto, apesar de o cartão de crédito ainda ser mais vantajoso, já que não cobra taxa no parcelamento, pode ser que o Pix seja mais benéfico futuramente por poder gerar alguns benefícios, como mais milhas para os clientes, por exemplo.

Claro que, quando não forem cobradas taxas de juros ao parcelar pelo cartão de crédito, essa opção ainda será mais vantajosa. Por exemplo, ao comprar um produto parcelado pelo Santander, ele pode sair 64% mais caro.

Por isso, é importante avaliar bem as opções antes de fazer uma compra. As outras instituições cobram taxas de juros que também são altas, e caso você não tenha acesso a um cartão de crédito, o parcelamento Pix pode ser uma boa opção. 

Mas repetindo, se não forem cobradas taxas de juros, não vale a pena parcelar pelo Pix e sim continuar utilizando o seu cartão de crédito. É tudo uma questão de avaliar as taxas de juros que cada opção cobrará.

Gostou de saber sobre a nova possibilidade de parcelamento utilizando Pix? Então, aproveite para compartilhar esse conteúdo e ajude-nos a disseminar esse tipo de informação nas redes sociais!