Real Digital é anunciado pelo BC. Será o fim do papel-moeda?

Recentemente o Banco Central anunciou que pretende criar o Real Digital. Uma moeda digital brasileira que seria uma espécie de extensão da moeda física. Será o início do fim do papel-moeda?

Publicidade

Real Digital

Real Digital

Recentemente fomos surpreendidos com uma declaração do Banco Central sobre a criação de uma moeda digital que seria uma extensão da moeda física: o Real Digital. A princípio ele não chega para substituir a moeda física.

No entanto, será esse apenas o pontapé inicial para acabar com o papel-moeda? A minha aposta é que sim. Aliás, há algum tempo sempre procuro finalizar os meus artigos fazendo essa aposta, de que o papel-moeda está com seus dias contados.

É só pensar: qual é o custo de impressão do papel-moeda? Qual é o custo logístico de transporte desse dinheiro para abastecer todos os pontos de distribuição de papel-moeda do país? É bem provável que não seja barato.

CARTÃO PAGBANK
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO PAGBANK

NEGATIVADO
 
SEM ANUIDADE
O cartão da conta Visa PagBank é grátis e internacional
Você permanecerá no site atual

Como será o Real Digital?

Conforme antecipei, o Real Digital vai chegar ao mercado para ser uma extensão da moeda física. Então não confunda ele com criptomoeda. Até porque, as criptomoedas não são regulamentadas por nenhum governo, e hoje funcionam mais como um ativo do que como uma moeda propriamente dita.

Publicidade

Já o Real Digital será regulamentado pelo Banco Central. Ele não é a primeira moeda desse tipo, afinal, nas Bahamas existem o “sand dollar”, e países como Japão, China, França e Coreia do Sul também possuem projetos parecidos.

Publicidade

Vamos lá então: qual é a principal diferença dele para o Bitcoin? Em resumo, o Real Digital não poderá ser minerado, como é o Bitcoin. Ele será emitido pelo Banco Central, então é ele quem determina a emissão monetária.


Veja também:


Mas, afinal, o que é a moeda digital?

A moeda digital é uma extensão da moeda física, ao menos por enquanto. Até porque, acredito que aos poucos ela vai substituir a moeda física em sua totalidade. A intenção do Banco Central com isso é trazer novas possibilidades ao mercado.

É uma forma de reduzir custos e permitir mais inovação tecnológica e modelos de negócio inovadores no futuro. Imagina na hora de comprar os itens do churrasco e dividir com os amigos? Tudo será feito por meio do Real Digital.

Logo no começo, o Banco Central afirma que você poderá inclusive sacar o Real Digital, o que sinceramente acho sem sentido. Afinal, o intuito da moeda digital é ser… digital. No Banco ela vai ficar separada do Real “normal”.

E segundo o próprio BC, terá o mesmo valor. Ou seja, 1 real digital vai valer exatamente 1 real “normal”. No entanto, a cotação envolvendo outras moedas pode mudar pelo simples fato de ter o fator mercado envolvido. Contudo, há uma grande expectativa de que as transferências de dinheiro ao exterior custem menos.

E já tem data para ser lançado o Real Digital?

Apesar do anúncio do projeto, ainda não há uma data certa para o lançamento do Real Digital, sendo que ele pode demorar até 3 anos para acontecer. Nesse tempo, o Banco Central pretende fazer consultas públicas com a sociedade para construir a moeda de acordo com as necessidades da população.

Mas uma coisa é certa: com o tempo, a própria população vai notar que não precisa mais do dinheiro físico para viver. Isso já começou com a chegada do Pix que proporcionou uma verdadeira mudança na forma como nós lidamos com o dinheiro.

Portanto, continuo apostando que no máximo em vinte anos o papel-moeda vai desaparecer do mercado, dando lugar para a moeda digital, muito mais sustentável e mais barata para os próprios cofres públicos.

Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais e nos ajude a disseminar o conhecimento.