Como saber se um CPF está sendo usado de forma ilegal: Registrato

Você desconfia que seu CPF está sendo utilizado indevidamente? Conheça o serviço Registrato, do Bacen, Banco Central do Brasil.



Anúncios



Publicidade

Conheça o Resgistrato, serviço do Bacen

Com o Registrato do Bacen você saibe se o seu CPF está sendo usado de forma ilegal

No início do ano houveram várias notícias sobre vazamento de dados, como o CPF. Os avisos vieram a público e deixaram muitos brasileiros inseguros sobre a utilização destas informações. Ao todo foram cerca de 223 milhões de dados expostos, incluindo pessoas falecidas, além de mais de 102,8 milhões de números celulares que vazaram.

Infelizmente alguns ficaram sabendo que seu CPF havia sido utilizado ilegalmente para abertura de contas correntes e até mesmo empréstimos. O dano causado por estes vazamentos é tanto psicológico, já que existe o estado de stress de um possível problema, quanto financeiro, pois em alguns casos foram feitos empréstimos que geraram necessidade de processo judicial para prova de não haver solicitação.

A seguir você verá um rápido passo a passo que vai te facilitar a vida, e te ajudar a ver se seu CPF está sendo utilizado em algum contrato que você desconheça. Além disso, já adianto que não se trata de um App ou página que promete e não entrega dados confiáveis, a verificação que verá a seguir será feita no próprio site do Bacen.

Quem é o Bacen? O que é o Registrato e quais informações posso verificar do meu CPF?

O Bacen é o Banco Central do Brasil, responsável por regular diversas questões bancárias e até mesmo autorizar os bancos a funcionar além de ditar regras de operação. Na sua página oficial é possível ter serviços Registrato.



Publicidade

O Registrato, segundo o próprio site, “é um sistema administrado pelo Banco Central que permite aos cidadãos terem acesso pela internet, de forma rápida e segura, a relatórios contendo informações sobre seus relacionamentos com as instituições financeiras, suas operações de crédito e operações de câmbio”. Os relatórios disponíveis são:



Anúncios

– Informações sobre financiamentos e empréstimos no seu CPF/ nome;

– As chaves Pix que você tem cadastradas nos bancos ou instituições de pagamento;

– Contas ativas em seu nome; e

– Informações sobre transferências internacionais ou câmbio que tenha realizado ultimamente.

Os documentos são sigilosos, já que tem informações bancárias. Além disso, a consulta é feita por meio de uma página segura do Bacen.

Passo a passo para verificar se seu CPF foi utilizado de forma ilegal

Tire essa dúvida da cabeça e confira ainda hoje onde seu CPF foi utilizado em contratos bancários. Para isso siga este passo a passo rápido que vai ser muito útil!

1) Acesso a página do Resgistrato, no site oficial do Bacen em https://www.bcb.gov.br/cidadaniafinanceira/registrato

2) Depois da seção “Primeiro Acesso” clique no botão “Sou Pessoa Física”

3) Para o credenciamento, escolha uma forma de autenticação: 

Celular: funciona para os Apps bancários do Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica, Itaú, Santander, Sicoob e Sicredi. É necessário obter um PIN através do App para acessar.

Internet Banking: se escolher esta opção deverá acessar seu internet banking do seu banco no computador, encontrar a opção Registrato e validar a autenticação, depois é só entrar no Registrato no site do Bacen e autenticar.

Certificado digital (e-CPF A1 ou A3): você pode pagar por este certificado e ele fica disponível na nuvem, em um cartão ou até mesmo um pendrive.

Outras formas: a validação presencial que ocorre no próprio Bacen, por enquanto esta alternativa está suspensa.

4) Depois você é redirecionado a uma página do Bacen, onde deverá concluir o cadastro, fazer o login e acessar os relatórios disponíveis na plataforma.

Precisa de um certificado de CPF? O Serasa Experian tem certificados disponíveis que irão te ajudar a acessar o Registrato. Se for adquirir um certificado digital, opte por um e-CPF A1 ou A3, que é o aceito no Registrato. 

Se você também acha que essa notícia é importante, não deixe de compartilhar em suas redes sociais. Se preferir, siga a gente no Instagram ou no Facebook.