Auxílio emergencial: veja agora as datas das últimas parcelas

Quem é beneficiário do auxílio emergencial já pode sacar o valor da quinta parcela que foi paga pelo governo no mês de agosto. Além disso, nessa semana começa a ser creditada no Caixa Tem a sexta parcela do benefício.

Publicidade
Publicidade

Auxílio emergencial

Auxílio emergencial

Desde o início da pandemia de Covid-19, o governo vem pagando o auxílio emergencial para as pessoas mais vulneráveis. No entanto, com o avanço da vacinação, o benefício está chegando ao seu final.

A quinta parcela que foi paga durante o mês de agosto pelo governo já pode começar a ser sacada neste mês. Lembrando, que fora ela, ainda serão disponibilizadas mais duas parcelas até o mês de novembro.

Nesta última fase de pagamento dos benefícios os valores variam entre R$ 150 para os indivíduos que moram sozinhos, até R$ 375 para mulheres chefes de família. Para as demais pessoas o valor do benefício é de R$ 250.

CARTÃO BANCO INTER
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO BANCO INTER

SEM ANUIDADE
 
CASHBACK
Cartão de crédito ou débito, internacional com custo ZERO
Você permanecerá no site atual

Como fica os próximos calendários

As pessoas nascidas entre janeiro e setembro deste ano já podem realizar o saque referente à quinta parcela do benefício. Já os nascidos em outubro poderão sacar o valor a partir do dia 16 de setembro, os nascidos em novembro a partir do dia 17 e quem nasceu em dezembro poderá fazer o saque a partir do dia 20.

Publicidade

Assim que o governo federal finalizar os pagamentos da quinta parcela, já começa  a depositar em poupança social digital as quantias relacionadas à sexta parcela do benefício. Os depósitos vão do dia 21 de setembro até o dia 03 de outubro.

Publicidade

Lembrando que os saques referentes à sexta parcela devem acontecer entre os dias 4 e 19 de outubro, dependendo da data de nascimento do beneficiário. Por fim, a sétima parcela será creditada entre os dias 20 a 31 de outubro, com saques podendo ser realizados entre os dias 1º e 19 de novembro.

Como fica após o pagamento da última parcela?

Após o pagamento da última parcela do benefício ainda não se sabe quais serão os próximos passos do governo federal. Contudo, a expectativa é que se inicie o Programa Auxílio Brasil em substituição ao Bolsa Família.

De acordo com o próprio Governo Federal as diretrizes desse programa foram definidas através da Medida Provisória nº 1.061 que foi entregue ao Congresso Nacional no começo do mês de agosto deste ano.

A maneira de ingressar no programa é por meio do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), inclusive o Cadastro Único (CadÚnico) será usado para determinar quem terá direito ao benefício.

Os interessados poderão fazer a inscrição pelo aplicativo Meu CadÚnico ou então presencialmente em alguns centros espalhados pelo Brasil portando as documentações que são exigidas para o cadastramento.


Veja também:


Quais são os documentos necessários para se cadastrar?

Quem tiver interesse em participar do programa e quiser fazer o cadastro presencial deverá estar munido da certidão de nascimento ou certidão de casamento, CPF, RG, título de eleitor, carteira de trabalho e o Registro Administrativo de Nascimento Indígena (Rani), caso tenha descendência indígena.

De modo geral, o programa será composto por diversos tipos de benefícios para vários tipos de beneficiários. Sendo assim, terá o Auxílio Criança Cidadã, que é determinado ao responsável por família com criança de 0 a 48 meses, que mesmo tendo alguma fonte de renda não encontra vaga em creches públicas.

Também terá o Auxílio Esporte Escolar que é destinado a estudantes entre 12 e 17 anos incompletos, e mais o Auxílio Inclusão Produtiva Rural, Auxílio Inclusão Produtiva Urbana, Benefício Primeira Infância, Benefício Composição Familiar, entre outros.

Portanto, mesmo quando o Auxílio Emergencial chegar ao fim, as pessoas mais vulneráveis não ficarão desamparadas, uma vez que podem começar a receber o Auxílio Brasil de acordo com o grupo em que se encaixem.

Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais e nos ajude a disseminar o conhecimento.