quarta-feira, maio 22, 2024

Bancarização para todas e todos: conheça a história do Will Bank

Share

Will Bank

O Will Bank nasceu pelo interesse real em estabelecer relações humanas com clientes e proporcionar oportunidades às pessoas de baixa renda desbancarizadas. Entender o que as pessoas precisam, como vivem, o que buscam dentro de suas realidades, foi o que motivou o nascimento da empresa.

E foi isso que Felipe Félix fez, o CEO do Will Bank. Ainda na faculdade, percebeu que o universo bancário tinha algumas deficiências, já que milhares de pessoas ainda não tinham acesso a um cartão de crédito ou até mesmo uma conta bancária. 

Era necessário fazer uma mudança. Era necessário que o Will Bank nascesse. Veja na matéria a seguir mais sobre a história do banco e qual é o seu propósito no Brasil. 

CARTÃO DE CRÉDITO WILL BANK
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO DE CRÉDITO WILL BANK

SEM ANUIDADE
 
RECOMPENSAS
Abra sua conta digital e peça seu cartão sem anuidade!
Você permanecerá no site atual

Primeiras inspirações

Felipe Félix nasceu em Campina Grande, na Paraíba, mas ainda bebê se mudou para o Maranhão. Desde pequeno tinha o sonho de se tornar um jogador de futebol. Era necessário estudar, aprender e se inspirar. Inclusive, inspiração é algo que nunca lhe faltou.

Sua mãe era empreendedora, formada em Letras, e o pai um executivo. Félix sempre viu nos pais um modelo a se seguir, fosse no trabalho ou para ajudar as pessoas a mudar o mundo. Em 2006, fez um vestibular em São Paulo e levou mais três amigos, sendo que todos passaram na Poli, começando pela engenharia e depois se formando em economia.

Durante três anos no Banco Original, após a faculdade, Félix participou de vários processos de crescimento da empresa, e acompanhando as mudanças, percebeu que ali estava o futuro, e como a tecnologia faria parte do dia a dia das pessoas.

O que faltava

Após alguns anos de experiência no segmento financeiro e de ter tentado desenhar os primeiros softwares para agilizar a vida financeira das pessoas, começou a ter um contato mais próximo com fintechs, e foi quando percebeu que nem todas as pessoas tinham acesso a bancos, fossem digitais ou tradicionais. 

O primeiro passo foi escutar, se sentando com pessoas, entendendo suas histórias e o que elas tinham a dizer. Tudo com um interesse bastante sincero em ajudar essas pessoas. Durante o processo de entrevistas, Félix entendeu a fundo qual era a necessidade dos usuários que não tinham uma conta bancária.  

Não demorou muito para que a empresa surgisse. Assim, em menos de 1 ano após o surgimento do Will Bank, o banco acabou crescendo mais do que a própria administradora de cartões, o Meu Pag!.

“Criamos o will bank com o cartão de crédito sendo o principal produto, mas já oferecendo uma conta digital, se o cliente fosse aprovado. Atualmente são mais de 60 milhões de pessoas no país sem acesso a crédito. Então, a gente usou o crédito como porta de entrada para uma nova experiência de banco, resolvendo aqueles três pontos que faziam as pessoas escolherem não ter conta bancária, ou seja, focamos em experiência e em um atendimento de qualidade” – explicou o CEO do banco. 

A criação do banco digital também foi fundamental para que cada vez mais pessoas pudessem estar conectadas e para que houvesse um time mais diverso com pessoas mais criativas, que buscavam impactar positivamente o mundo. 

O Will Bank cresceu e impactou regiões com pouco ou nenhum acesso às redes bancárias. E nesta jornada, foi necessário que houvesse um empurrãozinho, que foi quando o Will Bank conheceu a Endeavor, uma aliada do banco que ajudou a expandir os negócios. 

Gostou de conhecer mais sobre a história do Will Bank e seu interesse real em ajudar as pessoas a mudar de vida por meio da bancarização? Compartilhe este conteúdo em suas redes sociais, e ajude-nos a disseminar a informação para mais pessoas! 

Read more

Local News