Confira os 4 benefícios do cadastro positivo!

Com o objetivo de ajudar a população desbancarizada e democratizar o crédito no país, surgiu o Cadastro Positivo, que visa a inclusão financeira e o barateamento das taxas de juros.



Anúncios



Publicidade

Cadastro Positivo

Cadastro Positivo

O Cadastro Positivo não é novo. Ele surgiu lá em 2011, mas foi pouco usado até o ano de 2019. Foi por meio da alteração da Lei 12.414/2011 que a inclusão no sistema se tornou automática. Até então ela era optativa.

Ou seja, antes era necessário informar que queria participar do Cadastro Positivo, agora é preciso informar quando não deseja mais fazer parte. Por conta dessa mudança, os bancos e fintechs passaram a ter informações mais precisas dos seus clientes.

Dessa forma, o Cadastro Positivo acabou favorecendo a população, principalmente da classe D e C que muitas vezes não tinha uma conta bancária e um histórico financeiro. Com isso, os empréstimos bancários tornaram-se mais direcionados.

Quais os benefícios do Cadastro Positivo?

Como o Cadastro Positivo funciona como uma espécie de currículo financeiro, ele traz diversos benefícios às pessoas e ao próprio sistema. Afinal, fica mais fácil conhecer o histórico de uma pessoa, e ofertar crédito de acordo com suas necessidades.



Publicidade

“Nós sempre tivemos muitas informações de bancos, mas é importante considerar que cerca de 45 milhões de pessoas não têm conta em banco no Brasil. Quando você tem acesso a informações de telefonia, utilities, energia, gás e saneamento, por exemplo, você tem uma visão mais ampla do CPF da pessoa. Isso beneficia o bom pagador de contas básicas que também precisa de acesso à crédito”,  explica Rogério Cardozo, diretor executivo da fintech Simplic. 



Anúncios

Cardozo, ainda destaca que sem o Cadastro Positivo, muitos bons pagadores desbancarizados ficam de fora do sistema. Por isso, ele elencou 4 benefícios que o Cadastro Positivo trouxe em nossas vidas.


Veja também:


1 – Inclusão e mais acesso ao crédito

De acordo com dados da Serasa, por conta do Cadastro Positivo, mais de 22 milhões de brasileiros passaram a ter acesso ao crédito. Isso trouxe mais inclusão financeira, principalmente para os desbancarizados.

Além disso, quem não consegue comprovar renda fixa como o profissional autônomo, também consegue ter mais acesso ao crédito usando o Cadastro Positivo. No final das contas, todos saem ganhando.

2 – Ajuda para os negativados

Fora a inclusão dos desbancarizados, o sistema também ajuda grande parte dos negativados. Afinal, nem todos agiram de má fé. Muitos acabaram perdendo emprego e renda em alguma época da vida.

Dessa maneira, é possível entender o histórico de pagamento deles, saber quando se atrapalharam, e como estão pagando as suas contas recentemente. Não é porque uma pessoa está negativada, que ela é má pagadora.

3 – Taxa de juros menores

Um outro benefício também listado por Cardozo diz respeito às taxas de juros. Afinal, elas também se tornarão menores. Afinal, por conta do histórico financeiro, as instituições conseguirão criar ofertas de créditos mais direcionadas.

Até porque, ficou mais fácil diferenciar um bom pagador de um mal pagador, e por isso os bancos terão menos risco, podendo diminuir o percentual de inadimplência no spread bancário, favorecendo a todos.

4 – Transparência e sigilo de dados

Quem faz a divulgação dos dados do Cadastro Positivo são os birôs de crédito. Por isso, qualquer pessoa pode acessar o seu cadastro, saber onde está devendo, como está o seu score, e como pode melhorar a sua situação.

Além disso, outras instituições só podem acessar o seu cadastro sendo autorizadas para isso. Dessa forma, há mais transparência e também mais sigilo de dados. Rogério Cardozo da Simplic acredita que com o tempo vai melhorar bastante o sistema financeiro do país.

E você, concorda? Se gostou dessa matéria não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais e nos ajude a disseminar o conhecimento.