Cartão de crédito: Caixa reduz juros e aumenta prazo para pagamento



Anúncios



Publicidade

Por conta da pandemia de coronavírus, diversos bancos estão tomando decisões visando ajudar os seus clientes. Agora foi a vez da Caixa anunciar redução de juros no cartão de crédito e maior prazo para pagamento de dívidas junto ao banco.

A medida foi anunciada pelo presidente da instituição, Pedro Guimarães, que esclareceu que além dessas medidas o banco também está procurando outras formas de ajudar a sociedade no combate ao coronavírus.

Sendo assim, os juros do rotativo do cartão que eram de 4,95% ao mês caíram para 2,9%. Assim como os juros do rotativo, houve também redução nos juros do parcelamento do cartão que caiu de 7% para 2,9% ao mês.

Menos juros no cartão de crédito

Ao reduzir os juros do rotativo do cartão de crédito bem como do parcelamento, a Caixa acredita que os clientes terão mais fôlego para pagar as suas dívidas. Isso ajudará no planejamento do orçamento familiar.



Publicidade

De acordo com o próprio presidente da Caixa, Pedro Guimarães “Antes da gente assumir o governo, o presidente, o ministro Paulo Guedes, meu chefe, tínhamos 14% de taxa de juros ao mês. Reduzimos primeiro para 8%, depois para 4,9% e agora estamos anunciando neste momento uma redução para 2,9%. Uma taxa recorde, no sentido de ser menor. (São) 41% em termo de redução”.



Anúncios

Diversos especialistas acreditam que se a crise do coronavírus estivesse acontecido em outro momento, quando os juros básicos da economia beiravam os 14% ao ano, os danos econômicos seriam ainda maiores.

Com os juros baixos na economia há menos corrosão do orçamento familiar bem como do orçamento público o que possibilita uma expansão de gastos por parte do governo com menos prejuízos para o cofre público.


Veja também:


Maior prazo de pagamento

Além da redução de juros no cartão, a Caixa também ampliou de 60 para 90 dias o prazo de carência para o pagamento de quem possui dívidas com o banco.

Dessa forma, para quem tem prestações de financiamento imobiliário e empréstimos pessoais poderão solicitar o adiamento da dívida por três meses.

Segundo Guimarães, dependendo da gravidade da crise do coronavírus, esse prazo poderá ser ainda mais estendido. A pausa na cobrança vale para Crédito Pessoa Jurídica, Crédito Pessoa Física, CAIXA Hospitais e Crédito Habitacional Pessoa Física e Jurídica.

Além da redução de juros no cartão de crédito haverá mais empréstimo para empresas

Fora as facilidades para quem já possui dívida com o banco, a Caixa também anunciou uma ajuda para as pequenas e médias empresas.

Desse modo, será oferecido crédito para bancar a folha de pagamento e manter os funcionários empregados. Na semana passada o banco havia anunciado que iria injetar R$ 78 bilhões na economia através das empresas.

Contudo, esse valor foi aumentado para R$ 111 bilhões nesta semana. Desse valor R$ 60 bilhões serão destinados para o capital de giro das empresas, R$ 6 bilhões para o crédito rural emergencial e R$ 5 bilhões para as Santas Casas.

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe essa notícia com seus amigos nas redes sociais.