XP vai lançar cartão de crédito sem anuidade de olho no mercado digital

A parceria entre XP e Visa lança um produto 100% digital e sem nenhuma taxa de anuidade, o cartão de crédito da XP. Confira.

Publicidade
Publicidade

XP vai lançar cartão de crédito sem anuidade

Cartão XP

O mercado de cartão de crédito sem anuidade está cada vez mais aquecido. Agora foi a vez da XP anunciar o começo dos testes do seu cartão.

O produto será fruto de uma parceria entre XP e Visa. Aliás, este é o segundo produto do seu banco múltiplo, e está autorizado a funcionar desde outubro do ano passado pelo Banco Central.

Inicialmente o cartão de crédito da XP será testado com aproximadamente mil funcionários e agentes autônomos da XP.

De acordo com Bruno Constantino, sócio e diretor financeiro da XP, a data para ser lançado para todos os clientes será no começo do quarto trimestre deste ano.

Publicidade

Cartão de crédito será 100% digital

O cartão de crédito da XP será um produto 100% digital e sem nenhuma taxa de anuidade. Ou seja, ele vem ao mercado nos mesmos moldes do cartão do Nubank e do Banco Pan.

Publicidade

No entanto, a contrapartida para se ter este cartão é o relacionamento, ou seja será necessário ter uma carteira de investimentos na corretora, mas sem um limite mínimo.

Um ponto interessante é que o cartão virá com o conceito de “investback” ao invés do conceito de “cashback”.

Desse modo, parte dos gastos no cartão de crédito será devolvido aos clientes, mas o dinheiro irá para uma conta de investimentos exclusiva da XP.

Esse investimento terá rendimento diário, sendo que os recursos poderão ser sacados a qualquer momento. Isso mostra que a XP também está procurando revolucionar este setor.


Veja também:


Conta digital da XP Investimentos

Além do cartão, Bruno Constantino afirmou que ainda no quarto trimestre será lançado a conta digital e a de pagamentos. Isso que para o primeiro trimestre de 2021 também está previsto o lançamento de um cartão de débito.

Constantino ainda destacou que a taxa de juros do rotativo do cartão de crédito da XP será menor do que as taxas do mercado, mas não chegou a informar de quanto seria esta taxa.

Sobre o fundo em que o dinheiro do “investback” será aplicado, Constantino afirmou que a ideia em um primeiro momento é ter um fundo simples que invista em títulos públicos.

No entanto, ele não descartou a ideia de que no futuro os investimentos possam ser mais sofisticados, sendo que o cliente do cartão de crédito poderá escolher em qual fundo o dinheiro será aplicado.

Briga acirrada entre XP Investimentos e BTG Pactual

A XP Investimentos está lançando o seu cartão de crédito em um momento onde a competição com o BTG Pactual fica mais acirrada.

O BTG acabou de captar US$ 2,65 bilhões em um follow on com o intuito de acelerar a sua estratégia no varejo e também no atacado. Desse modo, é possível ver que o banco está fazendo uma boa ofensiva sobre os agentes autônomos da XP.

Para se ter uma ideia, recentemente quatro escritórios de agentes autônomos deixaram a XP Investimentos rumo ao BTG Pactual. Isso significa uma perda de aproximadamente R$ 13 bilhões em custódia para a XP.

Mas, não é só nessa vertente que o BTG está atacando. O Banco também está avançando no varejo e pretende lançar um cartão de crédito até o final de setembro para sua base de aproximadamente 300 mil clientes.

Portanto, para entrar na briga é que a XP Investimentos também está lançando o seu cartão de crédito e também a sua conta conta digital.

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe esta notícia com seus amigos nas redes sociais.