Novo Cartão de Crédito Unibanco: menos poluente e feito de sal marinho, como assim?

Conheça o cartão feito com menos poluente que os demais. O Cartão de Crédito Unibanco feito em material sustentável é fabricado em PVC degradável.

Publicidade
Publicidade

Novo Cartão de Crédito Unibanco

cartão de crédito

Os cartões de crédito, na sua maioria são feitos de plástico, a não ser o da Apple que é de titânio. O Cartão de Crédito Unibanco feito em material sustentável é fabricado em policloreto de vinilo (PVC) degradável, composto por 43% de petróleo e 57% de sal marinho.

Muitos produtos ainda têm derivados de petróleo como base da sua composição, como forma econômica e funcional de embalar ou produzir. Entretanto, é nítida a preocupação do Unibanco em tornar o seu cartão de crédito mais sustentável, utilizando até um material impensável, o sal marinho.

A iniciativa do UniBanco, veio de uma recente repaginação de todos os seus produtos recentemente. Continue lendo e entenda melhor as iniciativas do banco para melhorar o impacto ambiental e social dos seus produtos.

Cartão de crédito Unibanco com sustentabilidade ambiental

Todos os cartões do Unibanco estão de cara nova, já que passaram por um processo de rebranding, onde o produto fica de nova cara e com outra abordagem. Agora os cartões estão com uma imagem mais minimalista, monocromática, sóbria, mas vivaz.

Publicidade

O novo cartão não apresenta informações pessoais do usuário, carrega apenas duas logomarcas, a do banco e outra da bandeira, além do nome e o símbolo da função contactless, que pode ser utilizada com a maquininha do cartão.

Publicidade

O produto foi feito e repensado para que o seu processo de degradação seja muito mais eficiente e rápido. No próprio PVC existe um aditivo que atrai micróbios e faz com que o processo seja acelerado, os micróbios acabam digerindo os derivados de petróleo com ácidos que segregam.

Com este aditivo o composto de PVC é decomposto 10 ou 15 vezes mais rápido, quando comparado aos PVCs comuns. Enquanto que um material não trabalhado demora 500 anos para se degradar completamente, este composto demora apenas 30 ou 50 anos, a diferença é muito grande.

Além de decomposição acelerada, a produção do cartão também produz menos CO2 e utiliza menos petróleo, é portanto uma evolução ao processo de produção anterior.

Certamente uma iniciativa que poderia ser reproduzida por outras empresas com o objetivo de diminuir o impacto ambiental e aumentar a sustentabilidade.

Quais as outras iniciativas para diminuir o impacto ambiental dos serviços bancários do Itaú Unibanco?

Além de diminuir a quantidade de plástico na produção do cartão de crédito, os serviços digitais estão sendo cada vez mais utilizados. Ao tornar alguns dos produtos e serviços digitais, o banco pode trazer praticidade aos clientes, agilidade e auto atendimento em alguns casos.

Com isso, fica mais fácil e simples utilizar produtos bancários, além deles terem bem menos impacto no ambiente. Realmente, algo importante para as pessoas e sociedade de forma geral.


Veja também:


Conclusão

Enfim, neste artigo você ficou sabendo da novidade de que o Unibanco criou um cartão de crédito sustentável feito de PVC biodegradável e sal marinho. Interessante, não é mesmo? Não esqueça de comentar conosco a sua opinião e compartilhar o artigo nas redes sociais.