4 dicas para você sair da inadimplência. Dá só uma conferida!

Quer sair do vermelho, limpar o nome e melhorar suas finanças? Confira nossas quatro dicas para sair da inadimplência.

Publicidade
Publicidade

4 dicas para você sair da inadimplência

sair da inadimplência

Está querendo sair da inadimplência e dar uma repaginada na sua vida neste ano? Então você veio ao lugar certo.

O ano que passou não foi fácil para ninguém. Afinal, quantas coisas não aconteceram, não é verdade? Coronavírus, isolamento social, crise econômica.

Só para ter uma ideia, o desemprego nunca foi tão alto como agora. Mas, para quem está querendo recomeçar a vida, o que é preciso fazer?

Quer saber? Então dá só uma conferida nessas quatro dicas que separamos para você sair da inadimplência neste ano de 2021.

Publicidade

1 – Consulte o seu CPF para saber quanto você deve

O primeiro passo para você sair da inadimplência é consultar o seu CPF para saber exatamente quanto você deve.

Publicidade

Atualmente existem quatro birôs de crédito no Brasil: Serasa, SPC, Boa Vista e Quod. O ideal é fazer uma consulta em cada um deles.

Assim você saberá exatamente quanto tem de dívida no nome, e poderá começar a fazer um planejamento para ir pagando as suas contas.

Se você achar que o valor da dívida está em desconformidade, procure juntar documentos que comprovem o valor inicial dos seus débitos.

Nesse caso, você pode inclusive procurar a Defensoria Pública para tentar reverter algum juro abusivo que possa ter sido cobrado indevidamente.

2 – Comece a organizar sua vida financeira

Depois que você souber quanto realmente deve, chega o momento de fazer um planejamento para começar a pagar suas dívidas.

E não há outro caminho a não ser organizar as suas finanças pessoais. Comece a avaliar o seu orçamento e veja onde é possível cortar gastos desnecessários.

Tente deixar um espaço no seu orçamento para ir juntando dinheiro para pagar as suas dívidas, e assim deixar a inadimplência para trás.

Se você juntar o suficiente para pagar algumas dívidas à vista, procure pedir algum desconto para o seu credor. Isso poderá te ajudar bastante.


Veja também:


3 – Tente renegociar as suas dívidas

Se você deve muito para poucas pessoas, o ideal é tentar uma renegociação das suas dívidas para sair da inadimplência.

Pois, nesse caso, você irá demorar muito tempo juntando dinheiro, o que irá dificultar a sua vida financeira para ter um cartão de crédito, por exemplo.

No próprio site da Serasa é possível ver se o credor aceita o pagamento parcelado da dívida, e então fazer o acordo por lá mesmo.

Caso não tenha essa opção, você pode entrar em contato diretamente com o credor e tentar uma renegociação com parcelas que cabem no seu bolso.

Mas, tome cuidado. Pois, se o credor decidir cobrar juros abusivos, o valor da sua dívida irá crescer, e isso poderá te complicar ao invés de ajudar.

4 – Procure realizar compras à vista daqui para frente

Por fim, se você quiser evitar ter novas inadimplências daqui para frente, evite continuar comprando a prazo, e zele pelas compras à vista.

Sabemos que nem sempre isso é possível, principalmente quando se trata de compra de bens de valores altos como um carro ou um eletrodoméstico.

No entanto, ter paciência para esperar pode te fazer economizar um bom dinheiro. Só para ter base, ao financiar um carro em quatro anos por exemplo, com juros de 2% ao mês, você pagará quase o dobro do valor do bem.

Ao juntar esse dinheiro no mesmo período, você terá o carro, e mais um valor guardado em uma reserva de emergência. Entendeu como a pressa é inimiga da perfeição?

Se você precisar de ajuda para começar a organizar as suas finanças, a Serasa está disponibilizando um curso gratuito e 100% online chamado Trilha Financeira. Vale a pena conferir.

Diz aí, vai começar a repensar as suas finanças neste ano? Se gostou deste artigo, compartilhe com seus amigos nas redes sociais.