É possível consultar dinheiro esquecido no banco por familiares que faleceram? Entenda!

O Banco Central divulgou há pouco tempo que haviam mais de R$ 8 bilhões esquecidos por brasileiros em contas correntes. O valor pode ser consultado e resgatado pelas pessoas e em breve também por parentes de familiares que faleceram.

Banco Central

dinheiro esquecido em contas

Recentemente o Banco Central informou que os brasileiros poderiam consultar recursos esquecidos nos bancos, além de poder fazer a retirada pelo novo sistema Valores a Receber.

Entretanto, uma dúvida começou a intrigar as pessoas: e quem já morreu? A resposta é que também será permitido consultar e retirar valores de familiares já falecidos, além de empresas que já encerraram suas atividades.

Para isso é preciso ter em mãos os números do CPF ou CNPJ, além da data de nascimento do falecido ou da data de abertura da empresa. Quer saber mais sobre como fazer a consulta do dinheiro? Então vem com a gente.

CARTÃO WILLBANK
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO WILLBANK

SEM ANUIDADE
 
FÁCIL ACEITAÇÃO
Um cartão de crédito aceito em qualquer lugar!
Você permanecerá no site atual

Como consultar o dinheiro de familiares que já faleceram?

Conforme antecipamos, é possível fazer a consulta tanto de familiares que já faleceram, quanto de empresas que encerraram as suas atividades. Mas o Banco Central não deu maiores informações sobre como os valores poderão ser sacados.

Afinal, para fazer a solicitação do saque dessas quantias é preciso ter uma chave pix. Entretanto, o Banco Central prometeu dar mais informações em breve para indicar como deve ser esse passo.

Sendo assim, familiares de pessoas já falecidas vão poder não apenas fazer a consulta como também o resgate de valores. Por hora, ainda não é possível fazer esse resgate, sendo necessário aguardar os próximos passos do Banco Central.

Em uma nota emitida à imprensa, o Banco Central informou que irá divulgar todos os procedimentos legais para que sejam feitas as consultas de Valores a Receber por terceiros autorizados.


Veja também:


Como são feitas as consultas e resgates?

Para quem tem interesse em saber se possui dinheiro parado em instituições bancárias, o caminho é entrar no site Valores a Receber do Banco Central. Lá é possível além da consulta, solicitar o resgate de valores.

Só para ter uma ideia, de acordo com o Banco Central, estima-se que os brasileiros poderão sacar um total de R$ 8 bilhões que estão em posse das instituições bancárias no país e que são de pessoas físicas e jurídicas.

Nessa primeira fase, o Banco Central abriu consultas referentes à metade deste valor, já no dia 02 de maio serão abertas novas consultas. Ou seja, mais pessoas poderão ver se possuem dinheiro esquecido.

A devolução dos valores esquecidos deverá começar a acontecer a partir do dia 07 de março. Já na segunda fase, que começa no dia 02 de maio, ainda não foi divulgado quando a devolução começará.

Valores não são altos por pessoa

É importante frisar que os valores esquecidos tanto por pessoas físicas quanto jurídicas não são valores altos. A média é de R$ 100 por pessoa. No entanto, é um dinheiro a mais que pode fazer a diferença no orçamento.

Geralmente esses valores ficam esquecidos porque alguém parou de movimentar uma conta bancária e começou a movimentar outra. E lá acabou ficando R$ 5, R$ 10, R$ 50 ou qualquer outro valor pequeno.

Em alguns casos pode até acontecer da pessoa ter ficado devendo para o banco, e o mesmo não ter usado o valor para abater a dívida. Então, após essa pessoa ter renegociado a dívida e pago, o dinheiro continuou lá.

De todo modo, sempre é importante consultar para ver se você tem algum valor esquecido em alguma conta. Já no caso de familiares falecidos, é preciso esperar a sinalização do Banco Central para saber o que fazer.

Até porque, o dinheiro mesmo em posse das instituições bancárias não pode ser usado por elas, sendo ele de direito do titular da conta. Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos nas suas redes sociais.