5 dicas para você juntar R$ 10 mil em dois anos. Confira!

Descubra o que fazer para juntar dez mil reais com dicas financeiras fáceis e acessíveis. Melhore seus investimentos, economize e tenha um futuro mais tranquilo.

Publicidade
Publicidade

5 dicas para você juntar R$ 10 mil em dois anos

juntar dinheiro

Você é daquelas pessoas que tenta juntar dinheiro todos os meses, mas nunca consegue? É sempre um imprevisto aqui, outro ali e lá vai o seu dinheiro.

Esse é um problema que atormenta grande parte da população brasileira. No entanto, com bastante disciplina é possível criar um planejamento para construir a sua reserva de emergência e ter uma vida mais tranquila.

Guardar dinheiro não é fácil. Exige muita disciplina, e acima de tudo, conter os impulsos consumistas que nos assolam. Para te ajudar nessa jornada, separamos logo abaixo 5 dicas para você juntar R$ 10 mil em dois anos. Dá só uma conferida.

CARTÃO PAGBANK
CARTÃO DA CONTA DIGITAL

CARTÃO PAGBANK

NEGATIVADO
 
SEM ANUIDADE
O cartão da conta Visa PagBank é grátis e internacional.
Você permanecerá no site atual

1 – Tenha um objetivo muito bem definido

Além do objetivo de longo prazo, que é juntar R$ 10 mil em dois anos, você precisa impor um objetivo mensal para juntar dinheiro. Por isso, comece estipulando o valor de R$ 500 para guardar todos os meses.

Publicidade

Se você juntar R$ 500 por mês, durante 24 meses, mesmo desconsiderando a rentabilidade, você terá R$ 12 mil em dois anos. Mas se a meta é R$ 10 mil, por que juntar R$ 500 por mês? Simples: imprevistos sempre acontecem.

Publicidade

Por isso, você precisa estar preparado. Pois, se você juntar somente o valor exato para ter R$ 10 mil em dois anos e algum imprevisto acontecer, você irá desanimar, e com certeza desistirá do seu maior objetivo.

2 – Faça um raio-x minucioso sobre o seu orçamento

Depois de criar o seu objetivo, você terá que fazer um raio-x no seu orçamento para cortar tudo o que for desnecessário. Por isso, para juntar dinheiro você deverá abrir mão de muita coisa. E você precisa ter isso muito claro na sua mente.

Todos os gastos com alimentação fora de domicílio, vestuário, ou qualquer outro item que for desnecessário precisam ser cortados da sua vida. Inclusive se preciso for, mude para uma casa mais barata para economizar com aluguel.

3 – Logo que receber, coloque R$ 500 em uma aplicação

Assim que você receber o seu salário, a primeira atitude que deverá ter é guardar R$ 500 em um CDB de resgate automático. Esqueça esse dinheiro e apenas use-o se realmente faltar para algo muito importante.

Se você tiver essa atitude vai começar a pegar o hábito de poupar, e por mais que nos primeiros meses isso seja difícil, com o tempo vai se tornando natural isso na sua vida. Portanto, guarde dinheiro assim que receber.


Veja também:


4 – Comece a diversificar o seu investimento

Depois que você já tiver uma certa quantia guardada em um CDB de resgate automático, comece a diversificar o seu investimento. Estude mais sobre renda variável, fundos de investimento, ações etc.

Quanto mais você estudar a respeito, melhor você investirá, e consequentemente terá uma rentabilidade maior sobre o dinheiro que está sendo aplicado. Quem sabe assim, você não chega nos R$ 10 mil em até menos tempo, não?

5 – Mantenha o foco e não desista do seu objetivo

Na nossa vida não temos como nos livrar por completo dos imprevistos. Eles sempre acabam aparecendo. Por isso, o importante é ter uma gordura para queimar quando isso acontecer.

É justamente por essa razão que você está guardando R$ 500 por mês. Assim, quando um imprevisto aparecer na sua vida, ele não irá destruir toda a sua reserva, e você terá mais tranquilidade para continuar focado no seu objetivo.

Uma boa opção é abrir uma conta de pagamentos no PagBank. Só de deixar o dinheiro parado lá, ele rende 100% do CDI, e caso apareça algum imprevisto, você pode resgatar o dinheiro na hora, sem perder a rentabilidade.

E aí, vai começar a juntar dinheiro? Se gostou deste artigo não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais.