Nubank adquire Plataformatec: entenda o motivo e os objetivos.

Publicidade
Publicidade

Veja a seguir esta novidade no cenário dos bancos digitais: Nubank adquire Plataformatec para se diferenciar ainda mais no mercado, e buscar mais qualidade na prestação de serviços.

Recentemente a Nubank, uma startup unicórnio brasileira, que já tem seu valor de mercado em 1 bilhão de reais, adquiriu a sua primeira empresa: a Plataformatec, que também opera nos moldes de startup.

Mais do que ganhar mercado, o objetivo principal da Nubank foi o pessoal da tecnologia da Plataformatec. Pois, os engenheiros e metodologistas que fazem parte da equipe, têm um know-how diferenciado e foi isto que chamou a atenção da fintech.

A compra de empresas com o fim de obter os talentos que estão nela, não é novidade e, é muito comum no vale do Silício. A prática também é conhecida como acqui-hiring. Pois, em um cenário onde talentos em áreas que exigem criatividade e tecnologia são escassos e muito procurados, esta metodologia acaba se formando e ganhando espaço.

Publicidade

Nubank adquire Plataformatec de olho nos seus engenheiros, programadores, metodologias ágeis e software. A Platarformatec é especialista em avanços rápidos e sabe lidar com cenários de alto crescimento rápido, o que chamou a atenção da Nubank.

Publicidade

A empresa adquirida já mantinha contato com a fintech a algum tempo, com consultorias e palestras. Assim sendo, a compra se consolidou para buscar tornar as operações “escaláveis de forma sustentável”; ou, em outras palavras: para aumentar o serviço sem perder qualidade.

Quais outras empresas têm aderido a acqui-hiring ?

Starups brasileiras também estão aderindo a esta prática para obter mão-de-obra qualificada. Em novembro deste ano a Gympass, plataforma de academias anunciou a compra da Flaner, também com o objetivo de adquirir talentos.

A Loggi, startup de logística também adquiriu a WorldSense, empresa de inteligência artificial para ter sua equipe de engenheiros.

Embora a Nubank ainda sofra críticas por ainda não dar lucro, já que fechou com prejuízo de 198 milhões, a empresa se defende que seu foco é crescer e não obter lucro. Uma afirmação um pouco controversa, verdade.

Entretanto, a empresa se defende que seu foco é crescer e expandir, e se parasse de captar novos clientes hoje, já daria lucro. O que acontece é que a empresa ainda tem gastos expressivos para conquistar mais clientes, até mesmo em outros países.

Atualmente a Nubank abriu escritório em Berlim, na Alemanha, e quer oferecer seu cartão de crédito no México. Fato é que quando a empresa conquistar o espaço que considera adequado, dará um lucro escalável e completamente fora da curva; até lá, está construindo seu mercado e ganhando clientes.

Conclusão

Enfim, podemos perceber que quando a Nubank adquire Plataformatec, ela pretende melhorar seus serviços e tecnologia, o que é ótimo para seus clientes. Comprar uma empresa para ter acesso ao pessoal qualificado, já é uma prática de mercado e a fintech, como sempre, não deixou por menos e garantiu profissionais com expertise no seu quadro.

Gostou do artigo? Então comente conosco sua opinião e compartilhe com seus amigos a novidade.

Veja mais em: “Cofrinho Nubank ou Poupança Inter: Qual Rende Mais?