Pix Saque e Pix Troco são opcionais às empresas. Entenda!

O Banco Central do Brasil anunciou nesta semana a chegada de duas ferramentas ao Pix. Trata-se do Pix Saque e Pix Troco que vai permitir aos usuários da plataforma sacar valores em estabelecimentos parceiros.

Pix Saque e Pix Troco

Pix Saque e Pix Troco

Após pouco mais de um ano da sua criação, o Banco Central publicou uma resolução no Diário Oficial da União que altera o regulamento do Pix. Agora, os usuários da plataforma ganharam duas novas ferramentas.

Afinal, o sistema de pagamentos instantâneos passou a incluir as modalidades de saque e troco que já estão disponíveis desde o dia 29 de novembro. Vale destacar que as duas alternativas são opcionais para as empresas.

Sendo assim, estabelecimentos comerciais, empresas de redes de autoatendimento e instituições financeiras podem, ou não, aderir às novas ferramentas. Quer saber mais sobre essas novidades? Vem com a gente.

CARTÃO CREDICARD
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO CREDICARD

SEM ANUIDADE
 
FÁCIL ACEITAÇÃO
Um cartão na medida para você!
Você permanecerá no site atual

Como vão funcionar as novas modalidades?

Conforme antecipamos, tanto o Pix Saque quanto o Pix Troco já estão disponíveis para os usuários do Pix. Mas como as empresas não possuem obrigatoriedade de aderir às ferramentas, elas passarão a ser disponibilizadas aos poucos.

Vale destacar que tanto o empresário quanto os consumidores não terão custo nenhum no uso da ferramenta. Ou seja, o serviço será totalmente gratuito, e o empresário ainda ganhará uma pequena comissão por oferecer o serviço.

Cada um dos dois serviços oferecidos terá as suas próprias particularidades, embora eles também carreguem semelhanças entre si. A intenção é democratizar ainda mais o acesso ao sistema bancário no Brasil.


Veja também:


Pix Saque

O Pix Saque é a modalidade que vai permitir que as pessoas possam sacar dinheiro nas instituições participantes do sistema de pagamento. Isso inclui estabelecimentos comerciais credenciados e redes de caixas eletrônicos.

No caso das lojas, basta ir até um agente comercial, falar que deseja fazer um saque e informar o valor dele. Então será gerado um QR Code para ser escaneado. Feito isso, o dinheiro sai da conta do usuário e vai para a conta da empresa que devolve o valor em espécie para o cliente.

Já no caso dos caixas eletrônicos, o sistema também vai funcionar com a leitura do QR Code. Nos dois casos o limite será de R$ 500 de saque durante o dia e R$ 100 durante o período noturno compreendido entre às 20h e 06h.

Pix Troco

O Pix Troco tem uma dinâmica parecida, mas um pouco diferente. Nesse caso, o saque em papel-moeda acontece em forma de troco, e por isso é preciso que o cliente realize alguma compra no estabelecimento comercial.

Por exemplo, vamos imaginar que você faça uma compra no valor de R$ 100. Então você faz um Pix via QR Code de R$ 200 para o estabelecimento que devolverá R$ 100 de troco e usará R$ 100 na venda do item que você comprou.

Assim como o Pix Saque, o Pix Troco também possui um limite de R$ 500 durante o período diurno e R$ 100 durante o período noturno compreendido entre às 20h e 06h. Interessante, não é verdade?

Vantagens do Pix Saque e Pix Troco

Embora os limites máximos tenham sido estipulados pelo Banco Central, as empresas têm a liberdade de determinar limites menores de saque e troco se assim desejarem. Para elas, a vantagem é trazer mais pessoas para dentro do comércio.

Já para os clientes será mais seguro, pois como o serviço não tem custo e será mais difundido, não é preciso sacar todo o dinheiro de uma única vez e correr o risco de ser assaltado. Afinal, você poderá realizar vários saques durante o mês.

Apesar da intenção do Pix ser acabar com o papel-moeda, ainda há pessoas que precisam do dinheiro em espécie para realizar algumas compras ou alguns pagamentos, e o serviço vem trazer essa facilidade.

Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais e nos ajude a disseminar o conhecimento.