Por que usar o cartão de crédito corporativo? Entenda!

O cartão corporativo é um importante aliado das empresas para que elas possam ter mais acesso a fornecedores. No entanto, o seu mau uso poderá comprometer a liquidez e o caixa da organização.

Cartão de crédito corporativo

cartão corporativo

Um dos maiores problemas que faz grande parte das empresas falirem é o fato dos sócios confundirem as finanças empresariais com as finanças pessoais. Para solucionar esse problema é usado o cartão corporativo.

Para quem não sabe o cartão corporativo também é conhecido como cartão PJ, ou seja, é o cartão de crédito ou débito da empresa. Ele não pode em hipótese alguma ser utilizado para a realização de compras de itens pessoais.

Essa é uma forma prática de separar os gastos da empresa dos gastos pessoais dos sócios e dos gestores da organização. Quer saber como o cartão corporativo pode ser utilizado? Dá só uma conferida neste post.

CARTÃO CREDICARD
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO CREDICARD

SEM ANUIDADE
 
FÁCIL ACEITAÇÃO
Um cartão na medida para você!
Você permanecerá no site atual

O que é o cartão corporativo?

O cartão corporativo é um cartão destinado para o pagamento de obrigações da pessoa jurídica. Ele é necessariamente atrelado ao CNPJ da empresa, e por isso não deve ser usado para gastos pessoais.

Ele funciona da mesma maneira que um cartão de crédito da pessoa física. Ou seja, é possível fazer compras parceladas ou à vista, e facilita bastante a vida do empresário, uma vez que possibilita acesso mais rápido a fornecedores.

Geralmente o limite de crédito de um cartão corporativo costuma ser um pouco maior do que o limite de crédito da pessoa física. E esse é um dos motivos que faz os empresários confundirem os gastos.

Vale destacar também, que os cartões corporativos não costumam ter isenção de anuidade, e normalmente possuem uma taxa um pouco superior às taxas dos cartões de crédito destinados às pessoas físicas.


Veja também:


Por que usar o cartão corporativo?

O cartão corporativo deve ser usado para realização de compras junto aos fornecedores da empresa. Ele é uma forma fácil do empresário conseguir ter mais acesso a itens e ganhar fluxo de caixa com isso.

Por exemplo, ao invés de realizar uma compra à vista, o empresário pode fazer uma compra a prazo em 3 ou 4 vezes. Isso ajuda bastante a ganhar fôlego no caixa da empresa e até mesmo dar prazo para os clientes.

Contudo, o que não pode ser feito é usar o cartão de crédito para compras pessoais. Uma outra forma de usar o cartão corporativo é justamente como estratégia de alavancagem de vendas no negócio.

Por exemplo, se você possui um comércio varejista, você pode comprar um produto de valor mais caro, como uma televisão e fazer o parcelamento em até 24 vezes. Então você faz o sorteio da televisão para os clientes que comprarem na empresa.

Dessa forma, você aumenta as suas vendas no final de ano, e o valor da televisão fica diluído para você pagar. Isso ajuda bastante também as empresas em algumas épocas do ano a fazerem promoções.

Nunca pague o mínimo do cartão

Assim como qualquer outro cartão de crédito, se você não pagar o valor total da fatura do cartão, ele vai cobrar uma taxa de juros na diferença entre o valor mínimo e o valor máximo da fatura.

Esse juros é conhecido como rotativo do cartão e costuma ser bastante salgado. Por isso, o ideal é não fazer o pagamento do valor mínimo. Pague sempre o valor integral do cartão corporativo para não ter problemas.

Se a empresa enfrentar dificuldades de liquidez, o caminho mais indicado é optar pelo parcelamento do cartão. É melhor ficar um tempo sem uso, do que ver a dívida crescer em um efeito bola de neve.

Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais e nos ajude a disseminar o conhecimento.