Banco Central estuda permitir saque em qualquer banco



Anúncios



Publicidade

O banco Central pretende criar novas regras de saque para facilitar e engajar a cooperação interbancária. A ideia é fazer com que as tarifas fiquem mais padronizadas, e desta forma, permitir que os clientes tenham acesso facilitado ao saque, mesmo em outras agências.

Desta forma seria possível que os clientes retirem dinheiro em qualquer banco, independente de ter conta bancária ou não naquele banco. Veja mais a seguir.

A proposta se refere ao Saque 24 horas das redes interbancárias?

Não necessariamente, já que o principal objetivo é criar regras que façam a cooperação interbancária funcionar. De fato a rede 24 horas permite o saque de mais de 40 bancos.

Entretanto, um banco pequeno geralmente, paga taxas maiores para ter acesso ao serviço da Rede 24 horas. Por isso que o Banco Central prende trazer uma regra que permita, e na verdade imponha que os bancos permitam saques interbancários, com taxas padrões para todos.



Publicidade

Como funciona esta nova proposta de saque interbancário?

A proposta, é que não apenas ocorra uma baixa de taxas de saque nas Rede 24 horas, além disto, a intenção é fazer com que todos os bancos permitam o saque em seus próprios caixas eletrônicos, mesmo que o cliente seja de outro banco.



Anúncios

Claro que deverá haver alguma taxa de saque, que remunere de forma justa o custo da máquina, manutenção e locação do lugar. Mas, segundo o Banco Central, o objetivo é trazer taxas padronizadas, iguais para correntistas e não correntistas, que não prejudiquem clientes de bancos menores.

Aumento da competitividade e melhor acesso aos serviços bancários

Em algumas cidades, principalmente as menores, havia apenas uma agência bancária e as pessoas não podiam sequer escolher em qual banco teriam conta bancária, o que dava um poder de barganha desproporcional para estes bancos.

Outro problema que o Banco Central identificou e que esta levando a restruturação, é o aumento dos bancos digitais, as fintechs. Os correntistas tanto de bancos digitais quanto de cidades menores, terão mais facilidade e acesso aos serviços bancários, com as novas regras.

Importante dizer que até agora, o Banco Central apenas identificou o problema e esta formulando uma solução. Embora, ainda não tenhamos as soluções interbancárias, além da Rede 24 horas (com várias taxas), o processo para criar regras e soluções está sendo criado, e esperamos que seja o mais rápido possível.

O problema bancário brasileiro que se arrasta a tempos

Não é novidade que o serviço bancário brasileiro tem deficiências a algum tempo, o acesso a serviços bancários básicos é dificultado para a classe trabalhadora, que é a maioria no país. Além disto, depois da entrave de buscar o acesso ao serviço bancário, existe o problema das altas taxas de rotativo e cartão de crédito.

Em resposta a esta baixa competitividade, vieram as fintechs, para solucionar e atender melhor os correntistas. Mas, apensar de terem um bom atendimento e baixas taxas, ainda esbarravam na falta de caixas eletrotônicos e dificuldades de saque, ou taxas altas para retirada de dinheiro.

É para, de fato, melhorar o acesso aos serviços bancários que o Banco Central pretende criar novas regras de cooperação interbancária.


Veja também:


Conclusão

Enfim, nesta notícia você pode ficar por dentro dos movimentos que o Banco Central está fazendo para melhorar a cooperação interbancária. Estamos aguardando que elas venham o quanto antes e tragam mais acesso aos clientes bancários.

Gostou da novidade? Comente conosco sua opinião e compartilhe com seus amigos as novidades. 😉