Banco Inter inicia processo de integração com o PIX

O Banco Inter já começou o seu processo de integração com o sistema de pagamento Pix do Banco Central. Saiba mais informações a seguir.

Banco Inter e a integração com o PIX

Banco Inter

Está chegando perto do lançamento do PIX. E os bancos que já aderiram estão começando a se adaptar, como no caso o Banco Inter.

O banco digital já começou o seu processo de integração com o sistema de pagamento do Banco Central e já está enviando notificações para alguns dos seus clientes.

Na mensagem que está sendo enviada pelo Inter, o cliente está sendo notificado que a chave do PIX será o número do seu CPF.

Contudo, se o cliente desejar poderá acessar o menu PIX e criar novas chaves se assim o desejar. Com ela, será possível enviar e receber transferências para qualquer banco todos os dias da semana, 24 horas por dia.

Mas, o que é esse PIX?

Para quem ainda não conhece, o PIX é uma solução de pagamentos instantâneos que está sendo desenvolvida e será gerida pelo Banco Central do Brasil.

O principal intuito dessa plataforma é a velocidade e praticidade nas transferências bancárias. Pois, como já dissemos, ela irá funcionar 24 horas por dia, durante todos os dias da semana, inclusive domingos e feriados.

Entretanto, mesmo sendo uma alternativa aos DOCs e TEDs, eles ainda continuarão existindo, até porque irá demorar um tempo para todos os usuários se adaptarem.

Mas ao que tudo indica, em pouco tempo, será cada vez menos frequente alguém realizar um DOC ou TED, sendo que o PIX será usado cada vez com mais frequência.

O próprio Banco Inter por exemplo, irá disponibilizar o PIX no aplicativo. É bem provável que outras instituições financeiras também irão fazer a mesma coisa.


Veja também:


E como será feito as operações no Banco Inter?

As operações realizadas via PIX pelo aplicativo do Banco Inter serão muito fáceis de fazer. Contudo, o procedimento poderá ser realizado de diferentes formas.

Por exemplo, é possível fazê-lo através do QR Code, ou então abrir um link e enviá-lo para o recebedor. Também terá a possibilidade de informar uma chave para endereçamento do recebedor.

Nesse terceiro caso, a chave poderá ser o CPF, CNPJ, e-mail ou até mesmo telefone celular, tudo de forma simples e bastante prática.

Uma outra forma, é digitar manualmente os dados da conta transacional de quem vai receber o dinheiro como já acontece nos TED´s e DOC´s. Todavia, esse não é o padrão que se espera, pois a ideia é gerar praticidade.

Depois de finalizar o pagamento através do PIX, o cliente então vai receber um comprovante e o recebedor já terá o dinheiro na conta em poucos segundos.

Banco Inter já deu o primeiro passo

O Banco Inter já largou na frente e deu o primeiro passo para essa integração. Isso deverá ocorrer já nos próximos meses com os demais bancos também.

Afinal, tudo indica que em novembro o PIX já estará disponível para toda a população e então será cada vez mais fácil realizar transações bancárias.

Estamos vivendo tempos de verdadeira mudança na maneira de realizar pagamentos e recebimentos. São tempos onde o papel-moeda está sendo substituído em uma grande velocidade pelos meios digitais.

Aplicativos como o PicPay tiveram um crescimento estrondoso, sendo que o próprio Banco Inter mesmo, atingiu recentemente a marca de 6 milhões de clientes.

Portanto, é bom ir se preparando, pois a partir de novembro deste ano, todas as transações serão mais rápidas, práticas e eficientes.

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe esta notícia com seus amigos nas redes sociais.