Cooperativas de crédito são maioria no Pix. Saiba mais neste post!

Cadastro da chave Pix: as cooperativas de crédito representam 84,3% das instituições cadastradas no Pix. Saiba mais a seguir.



Anúncios



Publicidade

Cooperativas de crédito são maioria no Pix

Cooperativas de crédito

O Pix chegou para trazer mais concorrência ao mercado financeiro. E isso já pode ser observado desde o seu primeiro dia de funcionamento.

Afinal, dos 734 participantes cadastrados, 619 são cooperativas de crédito. Ou seja, elas representam 84,3% das instituições cadastradas no Pix.

Só para exemplificar, os bancos tradicionais que hoje basicamente monopolizam o mercado financeiro representam somente 1% das instituições cadastradas no Pix.

Portanto, esse pode ser o fim de um monopólio que perdura há décadas no Brasil. Até porque agora ficou mais fácil e barato fazer transferências bancárias.



Publicidade

Como funciona o Pix?

O Pix, para quem ainda não sabe, é a nova plataforma de pagamentos e recebimentos do Banco Central. Ela funciona como um verdadeiro Open Banking.



Anúncios

Para poder usá-la é necessário que o usuário cadastre uma chave na instituição que possui conta. Essa chave nada mais é que um código que pode ser o CPF, CNPJ, número do celular ou até mesmo o e-mail.

Sendo assim, ao fornecer essa chave para alguém, você pode receber transferências instantâneas. Isso a qualquer hora do dia, em qualquer dia da semana.

Ou seja, de agora em diante ficou muito mais fácil pagar e receber. E isso não serve somente para pessoas físicas como também para pessoas jurídicas.


Veja também:


As cooperativas de crédito largando na frente

O Pix começou a funcionar no último dia 16 de novembro. E conforme vimos, as cooperativas de crédito largaram na frente.

Na Sicoob, por exemplo, até o público PJ terá 90 dias de isenção de taxas para usar o Pix. Em outras palavras, essa ferramenta será gratuita para os proprietários de empresas que são cooperados.

Para Marcos Vinícius Viana Borges, diretor-executivo de operações do Centro Cooperativo Sicoob, o Pix vai mudar aspectos importantes da relação dos brasileiros com sua vida financeira.

O executivo enaltece que esse novo método vai facilitar o processo de transferência monetária e auxiliar os micro e pequenos empresários.

Afinal, eles terão ausência de encargos financeiros uma vez que o recebimento das suas vendas será imediato. Ou seja, é um sistema muito mais inclusivo.

Sicredi também é uma das cooperativas de crédito cadastrada

Além do Sicoob, uma outra cooperativa que já está oferecendo os serviços do Pix para seus clientes é o Sicredi.

Cidmar Stoffel, diretor executivo de Produtos e Negócios do Banco Cooperativo Sicredi, diz que a solução marca uma evolução importante do Sistema Financeiro Nacional.

Para ele, haverá mais praticidade para o dia a dia. E por isso, a Sicredi está estudando permitir o uso do Pix em suas maquininhas de cartões assim como no Internet Banking.

Uma outra cooperativa que também aderiu ao Pix foi a Unimed. A empresa ainda não divulgou os termos de uso, mas certamente vai disponibilizar o sistema para seus cooperados.

Em resumo, as cooperativas estão bastante otimistas com o sistema que irá democratizar ainda mais os serviços bancários no país.

A evolução do Pix

O Pix veio realmente para mudar a maneira como lidamos com o dinheiro. Por isso, praticamente todas as instituições estão fazendo a adesão.

Antes de mais nada, é preciso dizer que o sistema está apenas começando e que com o tempo ele deverá ser um verdadeiro Open Banking.

O próprio Santander criou a plataforma SX somente para amparar as operações feitas pelo Pix na instituição.

Esse é o futuro que chegou para ficar. E em pouco tempo daremos adeus para o dinheiro em espécie, que deverá virar peça de museu.

Gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos nas redes sociais.