5 dicas para você não errar na declaração do Imposto de Renda!

Neste artigo, confira as recomendações de nossos especialistas financeiros para a Declaração do Imposto de Renda de 2021. E evite cair na malha fina.



Anúncios



Publicidade

Declaração do Imposto de Renda 2021

declaração Imposto de Renda

Está chegando a hora de fazer a declaração do Imposto de Renda. Embora o prazo vá até o dia 30 de abril, não é bom deixar tudo para última hora. Afinal, isso evita contratempo e riscos desnecessários de cair na malha fina. No entanto, é necessário ressaltar também que é preciso bastante atenção e cuidado no momento de preencher a sua declaração do Imposto de Renda.

Pensando nisso, separamos neste post 5 dicas para você não errar na declaração do IR e não ter problemas com o fisco. Quer saber quais são? Então continue com a gente só mais três minutinhos neste post.

1 – Comece organizando os documentos

A primeira coisa que você precisa fazer antes de começar a declarar o seu IR é reunir os documentos necessários, principalmente os chamados documentos-chave que são os informes de rendimento e despesas dedutíveis.

Se você não faz a declaração pelo modelo simplificado, também é importante reunir todos os comprovantes com gastos de saúde que você teve durante o ano passado. Com tudo em mãos, então você pode começar a fazer a declaração.



Publicidade

2 – Simule antes qual é o melhor tipo de declaração para você

Antes de optar pela declaração completa ou simplificada, simule para ver quais delas são melhores para você. A declaração simplificada é mais indicada para quem não tem muito gasto com educação e saúde.



Anúncios

Já se você tem dependentes e gasta razoavelmente bem com escola e planos de saúde para seus filhos, uma boa alternativa é a declaração completa. Mas para isso é preciso ter em mãos todos os recibos para poder fazer a simulação.

3 – Antes da declaração faça um levantamento de todo o seu patrimônio

Na hora de fazer a declaração do seu Imposto de Renda é importante analisar como estava o seu patrimônio na declaração do ano anterior para evitar divergências de informação. Além disso, também é preciso levantar tudo que você conquistou durante o ano.

Se você comprou um carro ou uma casa é importante declarar corretamente os valores. Além disso, quem investe em ações também precisa fazer a declaração dos investimentos que possui.


Veja também:


4 – Entenda quais são os investimentos que precisam ser declarados

Aqui vale ressaltar que nem todos os investimentos precisam ser declarados no IR. Sendo assim, se você tem dinheiro investido em LCI/LCA ou poupança, não precisa se preocupar, pois eles são investimentos isentos de IR.

Contudo, se você investe em CDB, Tesouro Direto, Previdência Privada, fundos de ações imobiliárias ou ações na Bolsa de Valores, precisará declarar corretamente o valor investido para não ter problemas posteriormente.

Afinal, se você não declarar esses valores, poderá cair na malha fina, e o dinheiro que você estava guardando para ter mais tranquilidade no futuro pode ser usado só para pagar multas, fora a dor de cabeça.

5 – Fique atento nas datas

A Receita Federal divulgou que neste ano de 2021 o prazo para fazer a declaração do Imposto de Renda vai de 1º de março até o dia 30 de abril. Portanto, comece agora a organizar toda a sua documentação.

Não deixe para última hora. Se você tem aplicações em bancos como Itaú, Banco do Brasil ou Santander, já peça o seu informe de rendimento. Faça o mesmo na empresa que você trabalha pedindo o informe no RH.

Se você fizer tudo certinho com bastante antecedência, com certeza não enfrentará nenhum problema com a Receita Federal. Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais.