Pouco dinheiro? Conheça 5 dicas para começar a investir sem ter muito!

Comece a investir gastando pouco dinheiro. A partir de R$1 você pode dar início ao seus investimentos. Leia a seguir nossas recomendações financeiras.

5 dicas para começar a investir sem ter muito

começar a investir

Você tem pouco dinheiro e por isso acha que não dá para começar a investir? Então saiba que você está muito enganado.

Atualmente, existem diversas opções disponíveis para pequenos investidores que não dispõem de grandes quantias para investir.

Só para ter uma ideia, as opções começam com investimentos de apenas R$ 1. Dá para acreditar? Ou seja, você pode começar hoje mesmo.

Legal, né? E para te ajudar nessa jornada, separamos neste artigo cinco dicas para você começar a investir mesmo tendo pouco dinheiro. Dá só uma conferida.

1 – Comece a investir hoje mesmo

Lembra daquele ditado “não deixe para amanhã o que você pode começar hoje”? Então, se é possível começar a investir com pouco, para que retardar essa decisão?

Não importa se nesse momento você tem R$ 1 ou R$ 10. Comece com o pouco que você tem, e depois pense em estratégias para começar a investir mais.

Se você não começar a criar o hábito de poupar, sempre irá enfrentar dificuldades com suas finanças. Pode acreditar.

2 – Estabeleça metas mensais de investimentos

Ao decidir começar a investir é importante que você estabeleça metas mensais de investimentos. Nem que seja pouco.

Se nesse primeiro momento você tem apenas R$ 10, comece investindo esse valor, e já pense em quanto conseguirá investir no próximo pagamento.

Vá criando metas mensais de investimentos, e se possível vá aumentando as suas metas. Isso é fundamental para você se tornar um investidor.


Confira outras dicas:


3 – Tenha objetivos bem definidos para alcançar

Se você quer investir, precisa ter um objetivo para isso. Afinal, você vai guardar dinheiro para quê? Construir uma reserva de emergência? Comprar um carro? Uma casa?

Normalmente, o primeiro objetivo que você precisa ter em sua vida é a construção de uma reserva de emergência. Sabe por quê?

Porque se você tiver uma reserva de emergência dificilmente vai entrar no rotativo do cartão ou até mesmo no limite do cheque especial.

A reserva de emergência te ajuda a ter mais tranquilidade no momento de conseguir um emprego e até mesmo em situações como uma oficina, por exemplo.

Por isso, esse é o primeiro objetivo que você precisa traçar. Depois você pode começar a pensar nos demais como ter liberdade financeira, uma casa, ou qualquer outro sonho que queira realizar.

4 – Acompanhe todos os seus gastos na semana

Uma outra dica importante é que você comece a acompanhar os seus gastos semanalmente. Veja onde você está gastando de forma desnecessária, e o que pode ser feito para cortar esses gastos. Isso vai te ajudar a começar a investir.

Procure marcar todos os seus gastos e crie critérios para entendê-los. Ou seja, marque o que é supérfluo e o que é básico.

Enfim, ao estabelecer esses critérios fica mais fácil de você fazer um planejamento para deixar um espaço no seu orçamento para investir.

5 – Abra uma conta digital ou em uma corretora

Uma boa opção para você controlar melhor o seu dinheiro e começar a investir é abrindo uma conta digital.

Assim, você passa a controlar os seus gastos acompanhando o extrato bancário e ainda pode começar a investir parte dos seus ganhos.

Uma alternativa interessante é a Grão, que é uma fintech que foi criada no ano de 2018 para viabilizar o micro investimento no país. Afinal, a Grão possibilita que você invista em títulos públicos tendo apenas R$ 1.

Além disso, por ser uma conta digital, você pode fazer toda a movimentação financeira por lá, como comprar, pagar contas, fazer transferências e muito mais.

Assim como a Grão, o PagBank também possui uma conta digital sem tarifas com boas opções de investimentos em CDB.

Seja qual for a sua escolha, o importante é começar a ter o hábito de investir. Gostou? Então compartilhe com seus amigos nas redes sociais.