Empréstimo consignado: vale a pena mesmo?

Publicidade
Publicidade

Já ouviu falar em empréstimo consignado? Divulgado como vantajosos e fácil de obter, ele não é só flores, é um empréstimo com juros compostos. Entenda melhor a seguir, se ele é vantajoso e quais os riscos que um empréstimo consignado pode esconder.

O Empréstimo Consignado é uma modalidade de crédito que oferece juros muito abaixo da prática do mercado de crédito pessoal, juros rotativos e cartão de crédito. Justamente por este motivo que muitas pessoas têm aderido a esta modalidade de empréstimo.

Infelizmente, o Brasil é um país de juros altíssimos, então acontece que em alguns acham que um crédito que não cobre os horrores de 70% ao ano (a.a), é um sonho. Mas isto não é bem verdade. Existe uma óbvia diferença entre 2% a.a para 70% a.a, isto é fato; entretanto, você não deve esquecer que se trata de um crédito a juros compostos (como todos no Brasil).

Juros compostos, são os famosos “juros sobre juros”, uma dívida que obedeça à forma composta tem um sério potencial de se tornar uma bola de neve. Pois, caso você não consiga pagar uma ou duas parcelas, em pouco tempo estará com uma dívida muito maior que a inicial.

Publicidade

Veja também: “Cheque Especial ainda é a opção de crédito mais cara do mercado

Publicidade

Afinal de contas, vale a pena ou não, contratar um empréstimo consginado?

A resposta é: depende. Não é possível que não se paguem juros em um empréstimo, entretanto você precisa perceber se esta é realmente uma necessidade sua, ou é apenas um desejo fútil. Preste atenção no que está fazendo e tenha certeza que este um empréstimo é uma necessidade.

Em uma simulação rápida, no site do PB Consignado é possível notar que existe um incentivo à consumir o produto empréstimo consignado. Na já dita simulação, com um salário de R$ 1 mil reais é possível conseguir um empréstimo de R$ 11 mil reais, algo até bastante tentador, principalmente se alguém estiver querendo comprar algo importante na sua própria ótica.

Entretanto, é importante notar que as parcelas a serem pagas neste caso são 72 vezes R$ 293,41 com taxa de 1,8%. Realmente os quase R$ 300 reais parecem muito pouco, se comparados aos R$ 11 mil recebidos no empréstimo. Mas, lembre-se que toda análise financeira deve ser feita de forma fria.

Neste caso, você fica atrelado a uma dívida não tão baixa de R$ 300 reais por 6 anos! Fora isto, o valor final pago pelo empréstimo é de R$ 21.125.52, neste caso o dinheiro quase dobrou a favor do banco. Se houvesse maior disciplina na vida financeira, este problema provavelmente poderia ser evitado.

Veja mais em: “Finanças pessoais: saiba como evitar os 4 principais erros “

Conclusão

Enfim, neste artigo você pode ver mais detalhes sobre o que é Empréstimo Consignado e quais os riscos que ele pode trazer ao usuário. Veja que em casos de necessidade, é possível que você esteja aderindo a esta modalidade de crédito, que com certeza é mais barata que a maioria das outras formas de crédito e empréstimo.

Entretanto, note que se for por motivo frívolo adquirir um empréstimo pessoal pode ser um erro que custe caro, pois ele opera com juros compostos e embora seja mais barato que outras opções, ainda é uma dívida considerável.

Gostou das informações do artigo? Comente conosco sua opinião e compartilhe as ideias com seus amigos! 😉