PicPay ou Mercado Pago? Qual a melhor conta digital?

As carteiras virtuais PicPay e Mercado Pago estão ganhando cada vez mais espaço na vida das pessoas. Entenda os motivos e seus benefícios financeiros.



Anúncios



Publicidade

PicPay ou Mercado Pago

PicPay

Você já usa o PicPay ou Mercado Pago? Essas duas carteiras virtuais estão ganhando cada vez mais espaço na vida das pessoas.

Também não é para menos. Elas funcionam de maneira bem parecida com uma conta digital, e você pode guardar dinheiro, fazer transferências, pagar contas e muito mais.

Tanto PicPay quanto Mercado Pago estão disponíveis para smartphones com sistema Android e iOS. Além disso, você não paga nenhuma taxa por isso.

Mas, qual delas é melhor? Apesar de serem parecidas elas apresentam alguns diferenciais entre si. Por isso separamos neste artigo tudo o que você precisa saber sobre elas.



Publicidade

Serviços da PicPay e Mercado Pago

Quem usa o PicPay sabe que é possível enviar e receber dinheiro, fazer transferência para outros bancos e também pagar boletos ou estabelecimentos por meio do QR Code.



Anúncios

Fora isso, o aplicativo também permite que o usuário faça recargas de celular e também compre créditos para jogos online.

Para usar os serviços do PicPay é bastante simples. Basta baixar o aplicativo e informar alguns dados como CPF e número do celular. Também será preciso inserir um endereço de e-mail, nome completo e data de nascimento.

O Mercado Pago, por sua vez, também oferece soluções bem parecidas com o PicPay. Sendo assim, o cliente pode fazer pagamentos de boletos, transferir valores e também comprar por QR Code.

Além do mais, também é possível recarregar o celular com o saldo da conta. Isso sem falar que há uma integração com o Mercado Livre, sendo que o dinheiro disponível na plataforma pode ser usado para fazer compras.

Nas duas carteiras é possível deixar o dinheiro rendendo 100% do CDI, sendo que elas também aceitam o cadastro do cartão de crédito e débito no aplicativo.

Em relação aos cartões próprios, ambos são de bandeira Mastercard habilitados para compras internacionais. Mas, a diferença é que o Mercado Pago ainda não oferece um cartão de crédito, somente pré-pago.


Veja também:


Interface e tarifas

Em relação a interface dos aplicativos ambos são bastante intuitivos com ícones para realização de ações bem fáceis de serem localizados.

Logo que o aplicativo é aberto, tanto o PicPay quanto o Mercado Pago mostram o saldo disponível na conta.

Já no que diz respeito às tarifas, ambas carteiras digitais não cobram taxa de abertura, manutenção e nem mensalidade da conta.

Também não é cobrado emissão e anuidade dos cartões de crédito e débito que são oferecidos. No caso do Mercado Pago o cartão é pré-pago.

Os clientes do Mercado Pago podem também pagar boletos com cartão de crédito sem taxas no valor de até R$ 500. Porém quando este valor é ultrapassado a carteira cobra 4,99% sobre a quantia excedente.

Além disso, a carteira também cobra R$ 9,90 por saques que podem ser feitos nas casas lotéricas e em caixas da rede Banco24Horas. No caso do PicPay a taxa de saque é menor, de apenas R$ 6,90.

Outro destaque para o PicPay é que é possível fazer transações entre contas no cartão de crédito até R$ 800, sendo que quando o valor é excedido é cobrado uma taxa de 1,99% sobre a movimentação.

Já em relação ao pagamento de boletos, a taxa de conveniência do PicPay é fixa em 2,99% e mais 3,49% por parcela caso o pagamento seja parcelado.

Diferenciais do PicPay e Mercado Pago

Por fim, o diferencial do Mercado Pago é a sua integração com o Mercado Livre. Isso facilita as compras feitas no site, já que o saldo pode ser usado para isso.

A carteira também oferece um serviço integrado com as maquininhas de cartão Point Mini, Point Mini Chip e Point Pro.

O PicPay, por outro lado, possui serviços como o PicPay Universitário, PicPay Empresas e PicPay Pro. No caso da modalidade para estudantes há condições exclusivas de cashback para alunos de nível superior.

Já o PicPay Empresas e o PicPay Pro são voltados para quem usa o aplicativo para realizar vendas, sendo que o serviço Pro é ideal para negócios menores e vendedores autônomos que não possuem CNPJ.

Dessa forma, foi possível ver que ambas as carteiras digitais possuem os seus próprios diferenciais, e por isso dependendo da sua necessidade uma pode ser mais conveniente do que a outra.

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe esta notícia com seus amigos nas redes sociais.