PicPay vai testar pagamento com reconhecimento facial

Reconhecimento facial no PicPay: tem o foco em simplificar o pagamento evitando contato físico nos estabelecimentos após a pandemia. Confira.



Anúncios



Publicidade

PicPay

PicPay

Uma novidade está sendo testada pelo PicPay e promete revolucionar o mercado de pagamentos: o reconhecimento facial.

A ideia é simplificar o pagamento evitando contato físico nos estabelecimentos após a pandemia de coronavírus passar, afinal o mundo não será mais o mesmo.

Essa modalidade de pagamento vem agregar ainda mais ao aplicativo que já permite que seus usuários façam pagamentos via QR Code.

A solução que está sendo testada na sede do Banco Original em São Paulo começará a ser oferecida nas lojas da capital logo após a pandemia de coronavírus, e promete revolucionar esse mercado.



Publicidade

Os testes do pagamento com reconhecimento facial já começaram

O pagamento por reconhecimento facial está sendo testado na sede do Banco Original que é o controlador do PicPay.



Anúncios

Quando os funcionários fazem o pedido, eles precisam ficar na frente de um tablet para confirmar as suas identidades.

Logo em seguida recebem uma notificação no celular para a confirmação do valor e autorização do pagamento. A ideia é que toda a operação seja realizada em menos de 30 segundos para evitar filas em caixas.

No entanto, devido a Lei de Proteção de Dados (LGPD) que deverá entrar em vigor ainda este ano, para usar a tecnologia o usuário precisa dar o seu consentimento.

A PicPay acredita que a iniciativa irá se popularizar visto que mesmo após a pandemia, as pessoas irão continuar evitando o contato físico. Aliás, a pandemia pode ser o pontapé inicial para extinguir de vez o papel moeda como o conhecemos.

Assim como o QR Code, o Reconhecimento Facial é uma alternativa de pagamento bem mais segura que dinheiro e cartão de crédito. Por isso, as pessoas estão começando cada vez mais buscar essas novas alternativas.


Veja também:


Aumento de usuários na plataforma do PicPay depois da pandemia

O PicPay já vem notando um crescimento no número de usuários e transações após a pandemia de coronavírus.

Antes do isolamento social a fintech contava com aproximadamente 500 mil novos usuários por mês. No entanto, só no mês de abril o serviço teve aproximadamente 3 milhões de cadastros, chegando no total de 20 milhões de usuários.

Essa era a meta a ser alcançada até o final deste ano. Um parte desse crescimento ocorreu por conta do auxílio emergencial. Pois, há a possibilidade dele ser transferido para a plataforma sem custo algum.

Um outro ponto é que o PicPay tornou-se a plataforma oficial para quem recebe o auxílio de merenda escolar do governo do Estado de São Paulo e das prefeituras de Jacareí (SP) e Duque de Caxias (RJ).

Recentemente a fintech já havia anunciado uma expansão em seus serviços, com a introdução no mercado de crédito pessoal e de cartão de crédito, sem anuidade e sem tarifas.

E você, já tem sua conta no PicPay? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe esta notícia com seus amigos nas redes sociais.