Saque FGTS e estado de calamidade pública, veja como funciona

- Publicidade -

Recentemente o governo decretou estado de Calamidade Pública, para poder aumentar os gastos além do orçamento, e também por ser um estado de necessidade geral. Alguns ficaram com dúvida se isto é suficiente para fazer o Saque FGTS da conta, veja a seguir se isto é possível.

Na última sexta-feira, dia 20, o governo, por causa do coronavírus decretou estado de calamidade pública. Este decreto serve para descrever a situação e, ao mesmo tempo, ter mais flexibilidade no combate a pandemia causada por este agente biológico desconhecido.

Uma dos principais motivos para o governo ter feito isto, é visando justamente um orçamento menos rigoroso, para poder destinar as verbas para saúde e também para combater os maus efeitos na economia.

- Publicidade -

Mas, alguns têm a dúvida: em estado de calamidade pública, é possível fazer saque do FGTS? Veja a seguir se é possível ou não sacar o valor do seu FGTS, por causa do decreto de calamidade pública.

Saque FGTS x Calamidade pública: é possível?

No próprio site da caixa consta a informação que é possível sacar FGTS em casos de calamidade pública. Entretanto, só é permitida saque do FGTS em casos que envolvam eventos de desastre da natureza como:

  • Vendavais e ciclones
  • Enchentes
  • Tornados
  • Granizo
  • Inundações litorâneas

Nestas situações, mais o estado de calamidade pública, é sim permitido o saque do FGTS. Portanto, no caso do coronavírus, não é permitido o saque do FGTS, além das formas que o governo já havia estabelecido de saque: aniversário, imediato, ao fim do contrato de trabalho e com a aposentadoria.

Projeto de Lei 714/20: permitir o saque do FGTS na pandemia por Covid-19

A deputada Patrícia Ferraz, do Pode-AP, criou o projeto de lei que vai permitir o saque FGTS, em casos de emergência declarada pela OMS – Organização Mundial da Saúde. Caso este projeto de lei seja aprovado, será possível retirar o dinheiro do fundo de garantia, com a aprovação desta lei.

Para a deputada, permitir o saque emergencial, vai ajudar os trabalhadores e a população a enfrentar a crise. Segundo o texto do projeto de lei, será possível fazer a retirada até dia 30 de abril, podendo este prazo ser prorrogado até 60 dias.

Além disso, ainda existe a previsão de que seja feito um cronograma para retirar o dinheiro evitando a aglomeração de pessoas. Entretanto, para que a lei passe a valer será necessária aprovação da Câmara e do Senado, para entrar em vigor e poder gerar efeitos.

- Publicidade -


Veja também:


Conclusão

Enfim, neste artigo você pode entender melhor como o estado de calamidade pública influencia no saque do FGTS e como isto pode funcionar a favor de você. Também vimos, que por enquanto ainda não é possível fazer o saque, entretanto, já existe um projeto de lei para permitir a retirada do fundo de garantia na pandemia também.

MAIS POPULARES

Conheça o cartão Hipercard e suas vantagens!

Em um mundo de bancos digitais, um cartão nacional parece ultrapassado, mas não é bem assim que acontece com o Hipercard. Além...

Segurança de dados em bancos digitais: como se proteger?

A segurança de dados em bancos digitais é uma pauta que está ganhando cada vez mais notoriedade. Ainda mais após a criação...

Cartão Nubank: 5 dicas infalíveis para aprovar em 2021

O Cartão Nubank mais conhecido como roxinho, revolucionou o mercado de crédito no país. Hoje, ele é um dos mais cobiçados entre...

Conheça o Vooz, o cartão completo do Sicoob!

O Sicoob não cansa de inovar. No ano passado o banco lançou o Sicoob Vooz, um cartão Internacional que está disponível nas...
- Publicidade -