Vale a pena contratar um empréstimo sem comprovante de renda? Entenda!

Para quem está precisando de crédito, mas não possui nenhum comprovante de renda, é possível encontrar opções de empréstimo sem comprovante de renda no mercado, embora elas sejam mais caras.

Publicidade
Publicidade

Empréstimo sem comprovante de renda

Empréstimo sem comprovante de renda

O empréstimo sem comprovante de renda é de fato mais caro quando comparado a outras modalidades do mercado. No entanto, a sua principal vantagem é que você pode contratá-lo com mais facilidade do que outros empréstimos.

Um dos fatos que colabora para ele ser mais caro é que as instituições financeiras não possuem tanta segurança, e para evitarem o prejuízo aumentam as taxas de juros. Por isso, ele deve ser usado quando não há outra opção.

Para quem é profissional liberal, autônomo ou microempreendedor, essa pode ser uma opção atraente, uma vez que esses profissionais têm menos acesso ao crédito por não terem uma renda comprovada.

CARTÃO AZUL ITAUCARD GOLD MASTERCARD
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO AZUL ITAUCARD GOLD MASTERCARD

MILHAS E VIAGENS
 
FÁCIL ACEITAÇÃO
Um cartão para quem gosta de viajar!
Você permanecerá no site atual

Como funciona o empréstimo sem comprovante de renda?

Os empréstimos sem comprovante de renda podem se distribuir em várias modalidades como pré-aprovados, empréstimos com garantia, com avalistas e por aí vai. Eles são popularmente conhecidos como empréstimos pessoais.

Publicidade

Vale destacar que a taxa de juros deste tipo de empréstimo costuma ser maior, pois ele possui mais chances de inadimplência. Portanto, por conta desse risco, as instituições financeiras acabam elevando o spread bancário.

Publicidade

Além da taxa de juros, outra coisa que pode encarecer esse tipo de empréstimo são as tarifas e encargos cobrados pela instituição que realiza a operação de crédito. Isso vai impactar no Custo Efetivo Total (CET).

No entanto, é preciso destacar aqui que embora esse seja um empréstimo mais caro, não podem ser cobrados depósitos iniciais para obtê-lo. Portanto, se alguma instituição cobrar esse valor de você, fique atento, pois trata-se de um golpe.


Veja também:


Quais são os custos envolvidos em um empréstimo sem comprovante de renda?

Segundo a Serasa Experian, existem alguns custos que compõem o valor do empréstimo sem comprovante de renda. Por isso, é preciso conhecer cada um deles para saber quanto você pagará ao final do empréstimo.

O primeiro custo diz respeito à taxa de juros, que é o percentual cobrado sobre o valor emprestado. Essa taxa é livre, ou seja, cada instituição financeira pode fazer a cobrança dela da maneira que bem entender.

Um outro custo que também incide sobre esse tipo de empréstimo é o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). Ele custa aproximadamente 0,38% sobre o valor do empréstimo sendo acrescido uma porcentagem diária de 0,0082% calculado com base no prazo e valor.

Algumas instituições também cobram a tarifa de cadastro, sendo essa uma cobrança opcional. O valor também é definido pela instituição. Por fim, há o seguro que pode ser acrescido ao empréstimo em caso do solicitante ficar desempregado ou vir a óbito.

Faça um bom planejamento financeiro antes de tomar o empréstimo

Por se tratar de um empréstimo caro, é fundamental que você faça um bom planejamento financeiro antes de tomá-lo. Por isso, o primeiro passo é identificar qual é o seu rendimento mensal, procurando fazer uma média dos seus ganhos.

Procure então fazer com que o valor da parcela não comprometa mais do que 30% dos seus rendimentos. Além disso, faça um bom comparativo antes de solicitar o empréstimo bancário. Pois, pode ocorrer bastante diferença entre os valores.

Se possível, baixe um aplicativo para ajudar você na organização financeira para não se atrapalhar com o pagamento das parcelas. Afinal, se você não conseguir pagar o empréstimo em dia, terá incidência de juros de mora e multa sobre a parcela, transformando o valor do empréstimo em uma grande bola de neve.

Dessa maneira, o empréstimo sem comprovante de renda pode te ajudar a sair de uma situação de aperto, mas é fundamental um bom planejamento para que a situação não se torne ainda pior do que já estava.

Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais e nos ajude a disseminar o conhecimento.