Vale a pena pagar o IPTU e IPVA à vista? Confira!

O desconto para pagar o IPVA à vista gira em torno de 3% e o desconto do IPTU gira em torno de 6%. E vale a pena para suas finanças? Continue a leitura e descubra!

Publicidade
Publicidade

Vale a pena pagar o IPTU e IPVA à vista?

Pagar IPTU e IPVA à vista

O começo do ano está chegando, e junto dele contas como IPTU, IPVA, matrícula e material escolar.

É tanta conta que ficamos até um pouco confusos sobre qual é a melhor forma de quitá-las. Ainda mais quando se trata do IPTU e IPVA, dois grandes vilões do nosso orçamento.

Mas, será que vale a pena pagá-los à vista ou parceladamente? Responder essa questão pode parecer simples, mas não é.

Até porque, tudo depende da sua situação financeira. Quer saber mais? Então vem com a gente neste artigo.

Publicidade

Vale a pena pagar IPTU e IPVA à vista?

Primeiramente, antes de responder essa questão, você precisa analisar como estão as suas finanças, pois isso é o que será determinante.

Publicidade

Se você está endividado, e vai precisar usar o cheque especial ou o limite do cartão de crédito para isso, a resposta é: nem pensar.

Afinal, o desconto para pagar o IPVA à vista gira em torno de 3% e o desconto do IPTU gira em torno de 6%.

Já os juros do cheque especial são de 8% ao mês, e do rotativo do cartão de crédito chega a superar os 10% ao mês. Por isso, seria uma troca equivocada.

Nesse caso, o aconselhável é fazer o pagamento parcelado e um bom planejamento para que essas contas não se tornem dívidas futuras.

Até porque, se você atrasá-las, além de não ter o desconto, ainda irá pagar multa e juros pelo atraso, o que aumentará o valor do seu débito.


Veja também:


Vale a pena tomar um empréstimo para pagar essas contas?

Dificilmente você vai encontrar no mercado algum empréstimo que tenha juros menores do que o desconto dessas contas.

Por isso, se você não tem o dinheiro guardado para pagá-las, a melhor maneira é o parcelamento, não tomando nenhum tipo de empréstimo para isso.

Até porque, os melhores empréstimos, como o consignado por exemplo, tem uma taxa média de juros de 1,5% ao mês, o que é superior ao desconto.

Agora, se você tem uma reserva financeira aplicada em um CDB ou até mesmo na poupança, nesse caso vale a pena pagar à vista essas contas.

Afinal, a rentabilidade tanto do CDB quanto da poupança é inferior ao desconto concedido, e aí nesse caso realmente é um bom negócio.

Faça um bom planejamento para não se atrapalhar depois

Atente-se também ao fato de que você terá outras despesas no começo do ano, como matrícula escolar e material. Por isso, procure ver se não irá se atrapalhar depois.

Ou seja, mesmo que você tenha dinheiro para pagar essas duas contas à vista, certifique-se de que não irá faltar dinheiro para outras contas.

Pois, nesse caso, você acabará recorrendo a empréstimos financeiros, e o valor do desconto não terá compensando.

Então, a melhor forma é sempre avaliar criteriosamente a sua condição financeira para saber se você consegue ou não fazer o pagamento à vista.

Procure construir a sua reserva de emergência

Por fim, nesse novo ano que se inicia, procure construir a sua reserva de emergência. Deixe um espaço no seu orçamento para guardar dinheiro.

Essa é a melhor maneira de você ter mais tranquilidade em relação aos gastos futuros que possam acontecer, e também para lidar com imprevistos.

Ao ter uma reserva de emergência, você fica inclusive mais despreocupado caso aconteça um imprevisto, como a perda de um emprego, por exemplo.

Hoje existem no mercado muitas opções de CDB que você pode aplicar o seu dinheiro. No PagBank, por exemplo, há CDB que rende mais do que o dobro da poupança.

Portanto, se você quiser pagar essas contas à vista, comece se organizando. Gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos nas redes sociais.