Bancos Digitais: Santander, Itaú e Bradesco se digitalizam e lucram mais

Publicidade
Publicidade
Santander, Itaú e Bradesco se digitalizam e lucram mais
Santander, Itaú e Bradesco se digitalizam e lucram mais – Imagem: Reprodução Internet

Os bancos tradicionais estão se digitalizando para fazer frente a concorrência com os bancos digitais. Muitos estão fechando agências, diminuindo custos e digitalizando serviços diversos.

Com estas medidas, bancos tradicionais tiveram um dos maiores lucros dos últimos tempos, cerca de R$ 86,7 bilhões. Mesmo com a concorrência das fintechs, aos diminuir custos e com clientes corriqueiros, os maiores bancos do país conseguiram um resultado recorde.

Bancos Digitais x Bancos Tradicionais

Hoje em dia, é difícil achar alguém que não tenha pelo menos uma conta digital ou um cartão de crédito de uma fintech. As baixas taxas, o bom atendimento e a facilidade de acesso contaram muitos pontos a favor dos bancos digitais, e ganharam muitos clientes e usuários dos serviços básicos gratuitos.

CARTÃO SANTANDER
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO SANTANDER

RECOMPENSAS
 
INTERNACIONAL
Um cartão de crédito sem anuidade e cheio de benefícios!
Você permanecerá no site atual

Enquanto isto, os bancos tradicionais para não perderem a lucratividade, começaram a enxugar seus processos e aderir os serviços digitais em suas carteiras. São diversos os bancos, que junto aos serviços tradicionais estão oferecendo a seus clientes serviços digitais também.

Publicidade

O que os bancos tradicionais estão fazendo para melhorar a concorrência com os bancos digitais?

Eles estão tomando algumas medidas para impedir perder mercado para os serviços digitais, melhorando a concorrência e trazendo mais vantagens aos clientes, veja a seguir:

Publicidade

Taxas e juros

Melhora na taxas juros e menos taxinhas e penduricalhos disto e daquilo. A taxa do cheque especial, por exemplo, está em cerca de 8% e os juros do cartão de crédito também está diminuindo consideravelmente. Alguns já oferecem anuidade com valores mais acessíveis e maiores limites de crédito para os seus clientes.

Certo que a diminuição da taxa Selic também permitiu e favoreceu que os bancos tradicionais possam cortar as taxas. Mas, também deve-se considerar que se não houvesse concorrência, a diminuição de taxas, mesmo diante da baixa Taxa Selic, talvez não acontecesse ou seu impacto fosse muito menor.

Serviços digitais

O Santander, por exemplo, já tem a SuperDigital, uma conta-corrente que pode ser solicitada pelo celular, com muita praticidade e funcionalidade. Note que, muitos serviços passaram a ser gratuitos neste caso e os correntistas tiveram muito mais facilidade para conquistar serviços básicos a custo zero.

O Itaú também não ficou para trás, sendo assim, criou a Iti, sua conta Digital, que funciona nos moldes de uma fintech. No Bradesco também é possível abrir a conta digital, direto pelo App.


Veja também:


Conclusão

Enfim, neste artigo vimos que os bancos tracionais estão tomando medidas para não ficar para trás das fintechs. O que é ótimo para os clientes que agora tem mais acesso a serviços que estão com preços e taxas melhores.

Gostou da notícia? Então comente conosco sua opinião e compartilhe com os amigos as novidades!