Coronavírus: Esforço da população ajuda evitar a disseminação



Anúncios



Publicidade

Nos últimos dias estamos vendo uma rápida proliferação do coronavírus (COVID-19) no Brasil e no mundo, o que tem preocupado demasiadamente toda a população.

Agentes financeiros, procurando se antecipar ao fato de um contágio ainda maior buscam a migração em suas aplicações. Dessa forma, deixam ativos de risco e procuram ativos mais seguros como o dólar por exemplo.

Diante disso, vemos bolsas no mundo todo despencar e o dólar se valorizar frente diversas moedas. Mas, é possível evitar uma epidemia nas proporções esperadas? Será que o esforço da população pode conter a disseminação do coronavírus?

Médicos e autoridades no assunto afirmam que a população tem papel fundamental

De acordo com especialistas no assunto, lavar as mãos constantemente, tossir ou espirrar tapando o rosto com a parte interna do cotovelo, evitar beijos, abraços, aglomerações e sempre que possível promover o distanciamento social são algumas das atitudes que os cidadãos precisam ter neste momento.



Publicidade

Além disso, há recomendações para se cancelar reuniões, congressos e eventos que não sejam imprescindíveis. Também é fundamental evitar ambientes fechados como cinemas, teatros e até mesmo locais de trabalho, se assim for possível.



Anúncios

Uma outra dica importante é que se a pessoa apresentar sinais leves da doença, é importante não sair de casa, evitando ir ao hospital. Caso a mesma apresente um quadro mais sério como febre alta e dificuldade em respirar, aí sim deve-se dirigir ao hospital.

Segundo especialistas em modelagem matemática de epidemias, a curva de novos casos pode sofrer um “achatamento” se a população aderir às medidas de contenção da doença.

Diferente de uma população que foi pega de surpresa pela doença, quando já sabemos a maneira de conter o seu alastramento, é essencial seguir as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Um bom exemplo disso é a Coreia do Sul. Apesar de ter chegado em 8 mil casos, o país conseguiu estabilizar a contenção da doença aderindo às medidas de cuidado e controle.


Veja também:


Vacina contra gripe pode ajudar a conter o coronavírus

Além das precauções que citamos acima como evitar grandes eventos, incentivar o trabalho em casa, diminuir o contato e a exposição, também é ideal que toda a população procure tomar a vacina contra gripe comum caso ela esteja disponível.

Pois, dessas forma, será mais fácil distinguir quem está contaminado com coronavírus, além de evitar que as pessoas procurem os hospitais apenas para tratar de uma gripe comum.

Afinal, uma das maiores preocupações é o rápido alastramento da doença, sendo que a maioria das cidades brasileiras não possui leitos suficientes para tratar dos pacientes caso o contágio se intensifique.

Então é importante que cada um faça a sua parte entendendo que saúde é coisa séria e que precisamos nos preparar para conseguir vencer essa pandemia.

Gostou da matéria? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe essa notícia com seus amigos nas redes sociais.