Covid-19: Novo teste feito no Brasil pode salvar a economia

Recuperação da economia no Brasil. Os testes em massa possibilitam identificar os focos da pandemia e com isso fica mais fácil a reabertura econômica do país.

Publicidade
Publicidade

Teste feito no Brasil pode salvar a economia

Covid-19

O Brasil está dando mais um passo no combate ao Covid-19. Um novo teste de saliva consegue identificar o novo coronavírus em apenas 1 hora.

O teste foi desenvolvido pela Mendelics em parceria com o Hospital Sírio-Libanês. Um ponto positivo é que podem ser realizados 110 mil exames por dia.

Caso outros laboratórios adotem a técnica, o número de exames pode chegar à 1 milhão. Com testes em massa, a economia poderá ser reaberta e o recesso econômico será minimizado.

Os testes em massa diminuem a necessidade do isolamento social

Por se tratar de um vírus novo, muitas dúvidas surgiram e ainda têm surgido não só para as pessoas, mas também para as autoridades no assunto.

Publicidade

No entanto, em meio a tantas incertezas, sabe-se que o isolamento social e os testes em massa, por enquanto, são os meios mais eficazes de se combater a doença.

Publicidade

Um bom exemplo disso é a Coréia do Sul, que conseguiu conter a pandemia fazendo muitos testes. Afinal, com isso fica fácil identificar os contaminados e ir isolando os casos sem a necessidade de parar a economia.

A Nova Zelândia também seguiu esse caminho e está obtendo o mesmo sucesso. O Brasil está procurando seguir os mesmos passos, mas ainda há um gargalo enorme de matéria-prima e de velocidade de testagem no país.

Entretanto, esse problema está prestes a ser resolvido visto que a Mendelics, empresa especializada em testes genômicos, em parceria com o Hospital Sírio-Libanês, desenvolveu um teste que pode facilitar a abertura da economia no Brasil.

Novo teste para Covid-19

O novo teste desenvolvido pelas instituições foi batizado de #PARECOVID, e usa a tecnologia RT-LAMP. Desse modo, ele é mais simples de ser realizado.

A identificação da doença em uma pessoa por meio desse novo teste é através da saliva e o resultado fica pronto em uma hora. Ademais, o exame também pode ser feito em larga escala, o que possibilita uma reabertura econômica no país.

O custo médio do teste é de R$ 95, ou seja, metade do preço dos testes que já estão sendo feitos no mercado. A Mendelics, está se preparando para fazer aproximadamente 110 mil exames por dia.

Desde quando começou a pandemia até hoje foram realizados 900 mil testes no Brasil. Com esse novo método, em dez dias esse valor já será ultrapassado, e por isso há motivos de sobra para comemorar.

Os estudos que permitem a criação desse teste foram feitos nos últimos dois meses, e agora uma grande estrutura foi montada para dar conta do volume de trabalho.


Veja também:


Nova estrutura para realizar os testes em massa de Covid-19

Nessas últimas semanas, um prédio de quatro andares, na avenida Braz Leme, no bairro de Santana em São Paulo, foi ocupado pela empresa de tecnologia Totvs para abrigar esse QG dos testes em massa.

Alguns andares foram, portanto, redesenhados, equipamentos médicos instalados e 50 cientistas, pesquisadores e biólogos moleculares começaram a transitar pelos corredores. Ao todo o investimento deve chegar a R$ 10 milhões.

A Mendelics, já começou a ser procurada por diversas companhias do setor automobilístico, varejo e serviços, interessadas em realizar os testes em massa em seus colaboradores.

A empresa, ainda afirma que não tem a intenção de obter todo o lucro para si. Portanto, irá abrir todos os protocolos e dividir o conhecimento com laboratórios de todo o Brasil. Afinal, o que importa neste momento é a saúde da população.

O que chama a atenção neste teste é a sua simplicidade. Pois ele é capaz de descobrir se uma pessoa está infectada muito rapidamente, diferente dos testes de anticorpos que demoram cerca de duas semanas.

Fora isso, os testes também se mostraram muito eficientes. Ou seja, não identificaram em nenhum momento falso-positivos.

A reabertura econômica será o próximo passo

O Brasil está mostrando uma característica diferente na pandemia de Covid-19. Aqui, ela está mais para uma Endemia, ou seja, quando fica o tempo todo.

Na Europa, a curva de contaminação subiu exponencialmente, e depois se estabilizou e começou a cair. Aqui a velocidade da curva cresceu mais lentamente e também está caindo mais lentamente.

Por essa razão os testes serão cruciais. Isso permitirá um retorno à escola, trabalho e também a vida social. É uma volta a normalidade, claro, mantendo os padrões de distanciamento social e as recomendações de higiene.

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe esta notícia com seus amigos nas redes sociais.