Pesquisa C6 Bank / Datafolha revela que brasileiros retomaram atividades

Retomada de atividades econômicas: pesquisa do C6 Bank e Datafolha revelou que entrevistados realizaram atividades como visita em bares, restaurantes e shoppings.

Pesquisa C6 Bank / Datafolha

economia

A pesquisa C6 Bank / Datafolha divulgada na última segunda-feira (14) revelou que 8 em cada 10 entrevistados realizaram atividades como visita em bares, restaurantes, shoppings e outros comércios nos últimos 15 dias antes da pesquisa.

De acordo com Paulo Alves, gerente de pesquisas do Datafolha, “depois de um longo período de quarentena, a maior parte da população já retomou as atividades que costumava realizar antes da pandemia”.

A pesquisa foi feita entre os dias 21 e 31 de agosto de 2020 e ouviu 1.536 pessoas das cinco regiões do Brasil. A margem de erro considerando o total da amostra é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

CARTÃO C6 BANK
CARTÃO DE CRÉDITO

CARTÃO C6 BANK

CASHBACK
 
MILHAS E VIAGENS
Conta digital e cartão de crédito personalizados
Você permanecerá no site atual

Conheça mais dados da pesquisa

De acordo com a informação das empresas, 50% dos entrevistados visitaram shoppings ou comércio na rua nos últimos 15 dias antes da publicação. 

Aproximadamente 24% deles foram em salões de beleza ou clínicas de estética, e 21% estiveram em restaurantes e bares. Cerca de 16% do entrevistados também disseram ter frequentado parques ou praças.

Um dado interessante é que a retomada das atividades é mais frequente entre a população mais escolarizada e com maior renda.

Dentre a população das classes A e B, 54% disseram ter comprado em lojas do comércio de rua ou em um shopping center.

No entanto, os entrevistados com 60 anos ou mais ainda estão receosos de retomar as atividades. Somente 32% deles compraram em comércio de rua, 7% foram à shoppings e somente 13% foram à salões de beleza

 A pesquisa mostrou, entretanto, que a população mais idosa também foi pouco à parques (6%) e a restaurantes e bares (9%).

Do total de entrevistados, 37% aumentaram os gastos com atividades e compras fora de casa. Quando só considerada a região sul do país, esse valor cai para 24%.

No entanto, 31% dos entrevistados disseram que estão mantendo o nível de gastos, ao passo que 32% estão gastando menos fora de casa atualmente.

Uso do transporte coletivo

O uso do transporte público, local onde o risco de contágio é mais alto, foi, desse modo, menor durante a pandemia.

Sendo assim, 40% das pessoas entrevistadas passaram a usar bicicleta ou carro próprio em substituição ao uso do transporte público.

Apenas 30% dos entrevistados tinham usado o transporte público nos 15 dias anteriores à realização da pesquisa. Vale ressaltar que a média registrada antes da pandemia é maior que este valor.

Portanto, o transporte coletivo ainda deve demorar um tempo para retornar aos níveis pré-pandemia. Assim como alguns segmentos como bares e restaurantes.


Veja também:


A retomada da economia deverá ser lenta e gradual

A retomada, mesmo sendo notada, ainda é bastante lenta. De acordo com o relatório Focus, o PIB brasileiro deverá, contudo, ter uma retração de aproximadamente 5% neste ano.

Mesmo que as projeções para 2021 sejam de crescimento de 3,5% e para 2022 de crescimento de 2,5%, iremos, portanto, demorar cerca de dois anos para voltar ao nível pré-pandemia.

Alguns setores, como o turismo, cultura e lazer terão uma dificuldade um pouco maior de recuperação. Afinal, esses foram os setores mais afetados pela crise.

Até o momento, não há previsão para o retorno de algumas atividades, como aulas presenciais. Isso também impacta um grande setor da economia.

Desse modo, apesar da vida estar voltando ao normal para algumas pessoas, para outras ela continua bem diferente da normalidade anterior à chegada do Covid-19.

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe esta notícia com seus amigos nas redes sociais.